Conectado por


Esporte

Torcedor que planejava invadir Maracanã é preso no estádio montando mosaico

Publicado por

em

Mais dois torcedores envolvidos no caso da invasão marcada para esta quarta-feira, no estádio do Maracanã, foram presos na manhã de hoje. Um deles estava na arquibancada enquanto organizava o mosaico para a partida de mais tarde. O segundo foi capturado em Resende, no Sul Fluminense. Com eles, o número de prisões na operação chega a 24. O plano do bando era entrar no local durante o jogo da semifinal da Copa Libertadores da América, entre Flamengo e Grêmio.
De acordo com a investigação, o bando trocava mensagens de áudio e vídeo em um grupo criado em uma rede social para programar a invasão. Alguns torcedores diziam nas mensagens que planejavam até mesmo matar policiais, praticar roubos, causar danos e constranger os torcedores da torcida do Grêmio. A apuração identificou mais de 100 integrantes da organização criminosa.
De acordo com a Polícia Civil, a delegada Carina Bastos, titular da 18ªDP (Praça da Bandeira), responsável pelo caso, afirmou que o ponto principal para a prisão dos responsáveis e por impedir que o grupo realizasse a invasão foi a rapidez na identificação dos envolvidos. Foram expedidos no total 27 mandados de prisão pelo Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, além de 89 mandados de intimação.
Durante a operação na terça-feira, duas pessoas morreram e outras duas foram baleadas. Os casos aconteceram na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, e além dos mortos, outras duas pessoas foram baleadas. A ação cumpriu 20 mandados de prisão.
A operação segue com apoio da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte) e dos Departamentos de Polícia Especializada (DGPE), da Capital (DGPC), da Baixada (DGPB) e do Interior (DGPI). As investigações continuam com o objetivo de acompanhar os movimentos dos grupos organizados nas redes sociais.