Conectado por


Destaque

Sicoob volta a negar proposta dos trabalhadores e oferece apenas reposição da inflação

Publicado por

em

O sistema de cooperativas de crédito Sicoob, na terceira rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2021 com dirigentes do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), na manhã de hoje, 30/7, terça-feira, voltou a rejeitar a reivindicação dos cooperativários e reiterou a proposta de reajuste nos salários e tíquete alimentação apenas com a reposição da inflação do período (4,79%).

Os dirigentes do SEEB-RO, por sua vez, voltaram a rejeitar a proposta patronal ainda na mesa de negociação, pois entendem que o ramo de cooperativas de crédito tem sucessivos avanços na sua ‘saúde financeira’, principalmente em Rondônia.

Os funcionários, em pauta construída no último ECOOP, reivindicam reajuste composto de inflação do período mais 5% de ganho real e os tíquetes de R$ 800 para R$ 1.000,00 por mês.

Algumas cooperativas de crédito já incluíram o índice de 4,79% de reajuste salarial em sua folha de pagamento, a título de adiantamento do ACT 2019/2021.

Agora o Sindicato vai apresentar o resultado dessa reunião em assembleia geral com os trabalhadores, e já orienta pela rejeição da proposta patronal.

“Sabemos que o ramo de cooperativas de crédito, ao contrário do que afirmam seus representantes, tem obtidos ótimos resultados financeiros e isso já vem de longo tempo,  mesmo com crise econômica no país. Por isso sabemos que, se quiserem, os patrões podem atender à pauta dos seus funcionários, que são os verdadeiros responsáveis – através do seu trabalho – por esses resultados positivos no ramo de cooperativas de crédito em Rondônia”, avalia José Pinheiro, presidente do SEEB-RO, que foi acompanhado do diretor de Cooperativas, Antônio Tavares.

O Sicoob foi representando pelo diretor executivo Francisco B. de Souza, pelo diretor administrativo Altair Schram de Souza e pelo assessor jurídico Roberto Jarbas Moura de Souza.