Não está descartada a possibilidade de suspensão preventiva dos advogados, presos no último dia 31 acusados de repassarem carta de facção criminosa a apenado do presídio 470

Entrega de despacho ao presidente do TED

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO), Elton Assis, determinou a instauração de processo disciplinar para apurar a conduta profissional dos advogados  Elvis Alves dos Santos, 29 anos,  e Gabriel Martins Monteiro, 24 anos, presos em Porto Velho, na última sexta-feira (31), acusados de repassarem cartas com informações de facção criminosa a um apenado.

Elton Assis também diz  que ao dispor da documentação do auto de prisão em flagrante, fez o despacho para que Tribunal de Ética e Disciplina (TED) instaure processo disciplinar. O processo disciplinar correrá em sigilo.

O presidente escreve em seu despacho para o TED: “os preceitos constitucionais da presunção de inocência e do devido processo legal são mote inafastáveis a qualquer demanda, inclusive as de natureza ético disciplinar”.

“Por outro lado, respeitados os princípios citados, compete à Ordem promover a disciplina dos advogados. E, em sendo comprovadas as infrações ético disciplinares, devem ser impostas as devidas sanções”,  diz  Elton Assis. Ele informa ainda que não está descartada a possibilidade de suspensão preventiva dos advogados.

O secretário-geral da Seccional e presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas, Márcio Nogueira,  diz que   OAB/RO trabalha para garantir as prerrogativas dos advogados, sem questionar o fato. “Os advogados são fundamentais para a administração da Justiça e, por isso, devemos zelar pelas prerrogativas e pela ética no exercício da advocacia”.

Até o final da tarde desta segunda-feira a justiça ainda não havia concedido o pedido de habeas corpus para que a dupla fique em prisão domiciliar.