PublicidadeDJ90

Se tem uma coisa que os americanos sabem fazer é criar opções de entretenimento, dos filmes que atraem multidões aos cinemas em todo mundo até os eventos esportivos que lotam estádios e são assistidos em diversos países. Por este motivo, esportes e eventos que ocorrem nos Estados Unidos lideram a lista da Forbes, que define os 10 eventos de esporte mais caros do mundo, como veremos a seguir.

10. World Series – US$ 124 milhões

Este evento é a final do Major League Baseball americana, e é, basicamente, uma série de 7 jogos entre os vencedores da Liga Nacional e da Liga Americana. Naturalmente, a série acaba quando um dos times atinge 4 vitórias e, para a organização da MLB, o ideal é que isso só ocorra no 7º jogo. Assim, é possível arrecadar altos valores com a venda de ingressos e a transmissão na TV.

9. Daytona 500 – US$ 140 milhões

Esta é basicamente a corrida mais importante e prestigiosa da NASCAR. O curioso é que a mesma ocorre no começo do campeonato. Em geral, na maioria dos esportes, os eventos com maior apelo ocorrem mais ao fim, quando uma vitória pode definir vários aspectos, incluindo o campeão da temporada.

Uma novidade que pode aumentar os ganhos das equipes é a decisão da Nascar de permitir que equipes sejam patrocinadas por empresas que operam no setor das apostas. A decisão não é incomum, aliás, na Inglaterra a 888sport patrocina 4 equipes de futebol. A ideia é atrair e convencer os espectadores a fazer apostas com o 888sport, seja no time do coração ou em outra equipe que tenha mais chances de ganhar.

8. College Football Playoffs – US$ 176 milhões

Sim, você não leu errado, as finais do futebol americano universitário são consideradas mais valiosas que muitos campeonatos profissionais. Incluindo a famosa Libertadores da América, que sequer aparecerá neste ranking.

7. UEFA Champions League – US$ 185 milhões

Este é o primeiro evento de futebol nesta lista, o que surpreende é que com todo o apelo e alcance do esporte, a maior competição entre clubes ainda figura na 7º colocação.

 

6. WrestleMania – US$ 195 milhões

As lutas do WWE podem até ser definidas com antecedência mas isso não impede que o “esporte” seja um dos mais populares e valiosos do mundo. E, a verdade é que mesmo com roteiro, já houveram eventos em que lutadores se machucaram de verdade, como aconteceu com John Cena em 2015.

5. NCAA Final Four – US$ 228 milhões

Ficou assustado com a oitava posição do football americano universitário? Bom, em quinto lugar, a primeira divisão do basquete universitário consegue ser mais valiosa que a própria Champions League.

4. Copa do Mundo da FIFA – US$ 229 milhões

A Copa do Mundo aparece em quarto lugar nesta lista, mas os fãs do futebol certamente acreditam que isso é um mero número. Recheada de momentos históricos, as edições da Copa são sempre memoráveis, afinal de contas ninguém esquece o gol de Van Persie de peixinho em 2014. A imagem do choro dos jogadores japoneses que quase derrotaram a Bélgica em 2018 também é marcante.

É possível que as alterações propostas pela FIFA, visando aumentar o número de países que participam da competição, permitam um aumento no valor da Copa, mas, para saber disso, precisaremos aguardar até 2026.

3. Olimpíadas de Inverno – US$ 285 milhões

Os Jogos Olímpicos de Inverno, que tiveram sua última edição na Coreia do Sul, aparecem em terceiro lugar na nossa lista. A popularidade deste evento no Brasil é mediana, mas os países do hemisfério norte são grandes fãs da competição.

2. Olimpíadas (de Verão) – US$ 419 milhões

Os Jogos Olímpicos do Rio não foi um dos mais populares e o número de ingressos vendidos caiu pela metade, em relação a Londres, em 2012. No entanto, as receitas dos patrocínios e direitos de TV tiveram ganhos expressivos, o que permitiu que as Olimpíadas ficassem em uma alta posição no ranking.

1. Super Bowl – US$ 613 milhões

ATLANTA, GA – JANUARY 30: The Vince Lombardi Trophy sits on a table between the New England Patriots and Los Angeles Rams helmets prior to NFL Commissioner Roger Goodell’s press conference at the Georgia World Congress Center on January 30, 2019, in Atlanta, GA. (Photo by Austin McAfee/Icon Sportswire via Getty Images)

Você sabia que para anunciar no Super Bowl de 2019 era necessário pagar US$ 175 mil por cada segundo? A alta popularidade do evento nos Estados Unidos (e no mundo) justifica os altos valores cobrados pela CBS, rede que transmitiu o evento deste ano. Além disso, com anúncios tão caros, fica fácil entender como o Super Bowl figura na mais alta posição da nossa lista.