Na manhã desta quinta-feira, 13, a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Rondônia (SINDAFISCO) tomou posse em Porto Velho, para o biênio 2019/2020.

Mauro Bianchin, reeleito presidente do Sindafisco, agradeceu o apoio recebido de todos os auditores. “Mesmo com duas chapas a união da categoria prevaleceu. Tudo é muito novo com os governos que se iniciam. Esse é o momento crucial para mantermos essa união e assim poder lutar pelas novas reivindicações, por melhorias para a categoria e poder continuar o trabalho que já estamos desenvolvendo à frente do Sindafisco”, reforçou Bianchin.

A presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Rondônia (SINJUR), Gislaine Caldeira prestigiou a solenidade de posse e destacou a participação política do Sindafisco em debates e propostas estaduais. “Sempre encontro os representantes do sindicato na Assembleia Legislativa, nos debates com o Governo, apresentando propostas, participando. Isso é muito importante tanto para o desenvolvimento da categoria, como do Estado”, disse Gislaine.

O deputado federal eleito, Leo Moraes (Podemos) também participou do evento e parabenizou a categoria pelas ações desenvolvidas em Rondônia. “O crescimento do estado só é possível através de seus servidores, e os Auditores Fiscais são pontos cruciais nesse desenvolvimento. Reforço meu apoio a toda a categoria e acredito que toda a bancada federal também estará ao lado de vocês nessa nova caminhada. Sempre estivemos juntos e esse processo não irá mudar agora. Sigamos juntos, buscando o crescimento de Rondônia”, relatou o deputado.

Mauro Roberto, eleito vice-presidente do Sindafisco, finalizou o evento agradecendo a presença de todos e convocando toda a categoria para as novas reivindicações. “Teremos um novo governo e uma nova presidência. Precisamos de união e foco para maternos as conquistas dos últimos anos e termos êxitos nas novas empreitadas. Avançamos muito nos últimos dois anos de mandato, mas ainda temos reivindicações para apresentar”, reforçou Roberto.