Em ato divulgado nesta quarta-feira, o presidente da OAB de Rondônia, Andrey Cavalcante, determinou a destituição de todos os membros da Comissão de Prerrogativas da entidade, que estava em campanha aberta contrária às determinações da presidência e em alguns casos, usurpando até mesmo atribuições privativas do próprio presidente.

A Comissão era encabeçada pela vice-presidente, Mara Oliveira, que há cerca de três meses anunciou que estava rompendo com seu ex-grupo e lançou candidatura à presidência. Ela não concordou com a decisão da maioria de que ainda não estava preparada para o cargo.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Andrey Cavalcante lamentou ter que tomar a decisão, mas ressaltou que o eleito foi ele e que na Comissão de Prerrogativas, Mara estava agindo como se fosse a presidente da OAB. Na nota que destituiu toda a comissão, Andrey assinalou que havia a concretização de uma agenda própria, “conduzida em desalinho com as balizas deste conselho e do conselho federal e que, sistematicamente não atende a direção desta presidência, solenemente ignorando a legitimidade do mandato outorgado por nossa advocacia”.

Na última sexta-feira, Mara disparou vários ataques contra Andrey durante uma reunião do Conselho Estadual. Ela não gostou quando o presidente decidiu assinar uma petição para beneficiar um advogado que estava preso.

O advogado Fernando Maia assumiu a Comissão de Prerrogativas.

CLIQUE AQUI e confira o ato explicando a destituição da comissão