Conectado por



Plural Saúde

Destaque

Bradesco demite bancária lesionada e que estava às vésperas da aposentadoria

Publicado por

em

Bancos vão pagar 5 mil reais

 

Bancos vão pagar 5 mil reais

O Bradesco demitiu, na última semana, uma bancária portadora do doença adquirida no exercício da função (LER/DORT) e que, após mais de 32 anos de dedicação ao banco, tinha acabado de requerer o benefício da aposentadoria no INSS.

Ela foi contratada em dezembro de 1985 na agência da avenida Sete de Setembro, Centro de Porto Velho, e nessas mais de três décadas de trabalho ela foi afastada para tratamento de saúde em quatro oportunidades, sendo a primeira em 2005, quando o INSS reconheceu a doença ocupacional. Em 2008 ela foi reabilitada pelo órgão previdenciário para que atuasse em outra função que não exigisse esforços repetitivos e, com isso, não agravar seu quadro de saúde.

------- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -------

Em 2014 o perito médico diagnosticou a doença que comprometeu 40% dos membros superiores (ombros, cotovelos e punhos).

O Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) entendeu que o banco se aproveitou da chance de demitir uma funcionária que buscava sua aposentadoria, mas, principalmente, porque ela estava lesionada depois de tantos anos dedicados ao banco, e que por ser portadora de LER/DORT, não poderia ser desligada do quadro profissional da empresa.

“Vamos buscar a justiça e garantir que essa demissão do Bradesco seja revogada, e que a trabalhadora continue com seu emprego até que consiga seu benefício da aposentadoria que ela tanto merece depois de tantos anos de trabalho. É o mínimo de justiça que pode ser feito a uma pessoa que teve a própria saúde comprometida após tanto tempo de trabalho”, destacou o diretor de imprensa do Sindicato, Clemilson Farias.

------- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -------

Publicidade

Apostas Esportivas Online Betway
Plural Saúde

Educa Mais Brasil

Mais destaques

Facebook