Vidente Carlinhos

Vidente CarlinhosFoto: Divulgação

A Folha de Pernambuco conversou com o vidente Carlinhos, conhecido por previsões como a queda do avião que levava o time da Chapecoense, a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e a derrota da seleção brasileira para a Alemanha por 7×1. Na entrevista, Carlinhos fala sobre duas grandes tragédias que, segundo ele, ocorrerão no próximo ano no Brasil, do futuro da Operação Lava Jato e sobre conflitos mundiais. Para o Nordeste, as previsões apontam uma possível epidemia. Carlinhos também dá dicas para quem deseja iniciar 2018 com o pé direito.

A Lava Jato mostrou como a corrupção contaminou o Brasil. Os trabalhos continuam ou serão encerrados?
Na mi­­nha previsão, 2018 será o último ano do juiz Sérgio Moro na Lava Jato. Todo esse processo contaminou o Brasil e se transformou em um câncer. Infelizmente, quem deveria estar julgando os políticos envolvidos está colocando eles de volta às ruas. Vejo que o ano que vem será muito difícil para o Sérgio Moro.

Que políticos serão afastados da vida pública devido à operação?
Não poderia citar um ou dois, serão muitos políticos afastados. Eu vejo, inclusive, pessoas perdendo a vida por causa da Lava Jato e nas eleições. A confusão será muito grande em 2018.

Quem vencerá as próximas eleições para a Presidência da República?
Muitos estão falando sobre o Bolsonaro, mas ele é como Marina Silva, não é para ser presidente da República. Haverá uma disputa muito forte entre Ciro Gomes (PDT) e Álvaro Dias (Podemos). Mesmo que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), entre no páreo, quem ganhará mesmo será Álvaro Dias (Podemos), que nem nas pesquisas ele tem saido. Ele é que será o presidente da República.

O brasileiro pode esperar melhora na economia?
Não. Será um ano muito tumultuado, começando já neste fim de ano. No mês de janeiro a taxa de desemprego será alta. Muitas lojas vão fechar, professores vão as ruas cobrar melhorias. Será um ano difícil não só para a economia, mas para a política do Brasil.

Quem vencerá a Copa do Mundo?
Não será desta vez que o Brasil levará o hexa. Na verdade, a seleção ficará entre o terceiro e quarto lugar. Vejo também que a Alemanha virá muito forte para o Mundial, mas quem sairá vitorioso será um time considerado pequeno diante das seleções que estarão na disputa. Será esse time pequeno que poderá ganhar o Mundial.

Há previsão de algum grande conflito mundial?
Prevejo sim um grande conflito mundial e isso poderá ocorrer, no mais tardar, até fevereiro. Os coreanos [do Norte] vão lançar uma bomba em cima dos Estados Unidos. Vejo que de cinco a seis países serão envolvidos nesse conflito, sendo a Alemanha e a Rússia, esta última, com mais força no confronto. Não será uma guerra mundial, está mais para um “cala boca” nos coreanos.

Você vê alguma grande tragédia em 2018? Alguma perda importante?
Vão ocorrer duas tragédias em 2018. A maior delas é a queda de um avião sobre uma das quatro maiores cidades do Brasil. Vão morrer em média 200 pessoas, entre as que estavam no avião e as em terra. Outra tragédia será o conflito entre índios e fazendeiros na região do “Matão” [Mato Grosso do Sul], no qual o governo afirma estar protegendo, mas sabemos que não é verdade. Fora isso, tem o alerta sobre o mar, que está voltando a suas origens. Ventanias fortes, geleiras derretendo, esse impacto irá atingir toda a área litorânea do Brasil. Onde tem mar, ele vai cobrar. Onde tem mar passará por situações difíceis. No Nordeste é preciso ter muito cuidado, prevejo uma grande epidemia que afetará muitas cidades, incluindo o Recife.

Que dicas você dá para quem deseja ter um bom ano em 2018?
Buscar a Deus acima de tudo.

Quando virá ao Recife?
Estarei em Recife, no mês de fevereiro para arrecadar alimentos e brinquedos para doar a quem precisa.