Conectado por

Rondônia, terça, 06 de dezembro de 2022.

Jurídicas

Ameron parabeniza TJRO pela conquista do Selo Diamante do Prêmio CNJ de Qualidade pela quarta vez


Compartilhe:

Publicado por

em

O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJRO) recebeu, na manhã desta terça-feira (22), em Brasília-DF, o prêmio Selo Diamante concedido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Esta é a quarta vez consecutiva que a Corte rondoniense recebe a premiação, pois o Poder Judiciário havia recebido o prêmio em 2019, 2020 e 2021. Somente três tribunais de todo o país alcançam a premiação máxima. A Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron) parabenizou o TJRO pela conquista, extensiva aos magistrados e servidores, pela conquista coletiva.


Continua após a publicidade
Faculdade Sapiens

O Prêmio CNJ de Qualidade é dividido em quatro eixos temáticos, sendo eles: governança, produtividade, transparência e tecnologia e em todos os itens, o TJRO conseguiu excelente pontuação, alcançando os 100% das metas em diversos itens.


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

A Ameron, juíza Euma Tourinho, parabenizou a instituição fazendo uma alusão ao esporte, quando uma equipe vencedora conquista quatro títulos sucessivos de uma competição. “Somos tetra. Isso não é à toa! Isso não é pouca coisa, isso é fruto de muito trabalho duro, dedicação, sacrifício, abnegação, gestão, governança e empenho. Isso é, principalmente, fruto do amor. Fazemos nosso trabalho com excelência porque amamos o que fazemos. Magistrados e servidores, todos nós merecemos esse prêmio. Um prêmio coletivo a altura da Justiça de Rondônia”, comemora a magistrada.


Continua após a publicidade

O Prêmio CNJ de Qualidade consiste em incentivar os tribunais a promoverem a transparência, a qualidade das informações e a celeridade processual. Durante a cerimônia de entrega da premiação, o presidente do TJRO, desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, também compartilhou o sucesso com todos os membros que compõem o Judiciário.

“Quero mais uma vez sublinhar que o prêmio coletivo é o esforço individual somado de magistrados e magistradas, servidores e servidoras que nos fez ficar no topo do ranking mais uma vez, sendo tetra diamante e tornando-se referência nacional outorgada pelo CNJ. Os desafios foram muitos, pois há dez anos não tínhamos novos magistrados e possuíamos poucos servidores, mas este ano conseguimos nomear. Então, o esforço de muitos fez com que estivéssemos novamente no topo do ranking do CNJ”, ressaltou o magistrado.

A cerimônia de outorga do Prêmio CNJ de Qualidade aconteceu durante o 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário, ocasião em que as metas nacionais para o Poder Judiciário no próximo ano foram anunciadas. Para isso, foram consideradas as diferenças e particularidades de cada segmento de Justiça, tendo como desfecho o processo de discussão e formulação de propostas que o CNJ coordenou ao longo do ano. Neste sentido, o Prêmio CNJ de Qualidade contempla cada segmento de Justiça, separadamente. Assim, os tribunais são classificados em conformidade de avaliação do desempenho institucional, considerando as metas estipuladas pelo CNJ. Ao todo são três categorias, sendo elas: Diamante, Ouro e Prata, sendo que o selo Diamante corresponde a maior pontuação.

Publicidade

Colégio Sapiens
google INSTITUTO MARIA AUXILIADORA

Últimas notícias

Facebook