Conectado por

Rondônia, sábado, 22 de janeiro de 2022.



Política

Jaqueline Cassol cobra novamente a retomada dos voos em Cacoal


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

A deputada Jaqueline Cassol cobrou mais uma vez da companhia Azul Linhas Aéreas uma posição sobre a retomada dos voos diários no aeroporto de Cacoal. Em ofício encaminhado à presidência da Azul, Jaqueline Cassol enfatiza a necessidade de um posicionamento definitivo.

O aeroporto de Cacoal está sem receber voos comerciais há mais de um ano, quando a Azul suspendeu as atividades. A primeira justificativa da empresa foi devido às mudanças da malha aérea por conta da pandemia, após alguns meses alegou falta de segurança.

“Todas os pedidos de melhoria para a retomada dos voos em Cacoal foram realizados: a construção da cerca patrimonial, reforma e ampliação do terminal de passageiros (TPS) estão concluída, os equipamentos de auxílio de navegação aérea já foram homologados, não há mais motivos para manter a suspensão”, declarou a deputada.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Jaqueline Cassol ressalta que todos os procedimentos básicos de gerenciamento de risco da fauna, associados ao Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional – SGSO já são atendidos pelo aeroporto, de acordo com Resolução da Agência Nacional de Aviação Civil ( ANAC) e que o serviço de ampliação de faixa de pista, faixa preparada e RESA também foram finalizados.

“A única coisa que falta é a emissão do certificado e a alteração cadastral na Anac que o Governo do Estado já deu a entrada, mas isso é somente questão burocrática que não impede de fato a operação no aeroporto”, explicou a deputada.

SEGURANÇA DOS VOOS EM CACOAL

“Nós temos condições de voos seguros”, afirmou a deputada. Ela cita no documento a retomada dos voos em Parintins (Amazonas) e em Itaituba (Pará) com avião Embraer, e questiona a segurança dos espaços.

“As condições dos aeroportos não se comparam o de Cacoal, que possui toda a infraestrutura e equipamentos necessários para pousos e decolagens”, consta.

O aeródromo de Cacoal atende a demanda de passageiros de 18 municípios e fica distante cerca de 500 km da capital Porto Velho. A Azul já retomou as atividades nos terminais de Vilhena e Ji-Paraná .

HISTÓRICO

Desde o início da crise com a Azul, a deputada tem buscado solucionar o problema junto ao Governo Federal. No início de Junho de 2020 pediu apoio ao Secretário Nacional de Aviação Civil (SAC), Ronei Saggioro Glanzmann para melhorias nos aeródromos. No final do mesmo mês, cobrou do ministro de Infraestrutura e Transporte, Tarcísio Freitas a reabertura dos aeroportos, na época os terminais de Ji-Paraná e Vilhena também estavam fechados sob as mesmas alegações da Azul: falta de melhorias.

Em setembro daquele ano, solicitou ao presidente da Azul Linhas Áreas John Rodgerson a retomada dos voos e a inclusão dos aeroportos na rota da companhia que é a única que operava voos nas regiões. “Todas as melhorias já estavam sendo adotadas”, contou.

A partir dessa data, a Azul iniciou as tratativas para a retomada dos voos com abertura de vendas de passagens para o próximo ano. “Comemoramos, junto com o empresariado, quando a Azul anunciou as vendas dos bilhetes, mas a boa notícia não durou muito pois em questão de dias o discurso mudou”, lembra a deputada.

De lá para cá, a deputada mobilizou a sociedade civil e lideranças políticas. Foram realizadas audiências públicas, videoconferências, reuniões nas agências de regulação federal. “E realizado obras em todo o terminal. É inadmissível que a Azul continue criando barreiras para não retomar as operações”, declarou Cassol.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook