Conectado por

Rondônia, quarta, 01 de dezembro de 2021.



G1

Dois acusados de planejar ‘Chacina do Porco’ em Rondônia são presos no Pará com arsenal de armas


Compartilhe:

Publicado por

em


Junto com os acusados foram presas outras duas pessoas por porte ilegal de arma. Dois homens, de 44 e 49 anos, apontados como mandantes da “Chacina do Porco”, foram presos neste fim de semana no estado do Pará. O crime aconteceu em janeiro de 2010 no distrito de Nova Conquista, em Vilhena (RO). Segundo a Polícia Civil de Rondônia, junto com os dois homens foi encontrado um arsenal de armas.
Os dois, conhecidos como “Gordo” e “Tonhão” foram condenados há mais de 20 anos de prisão pela participação no assassinato de três pessoas, segundo a polícia. As vítimas foram identificadas como: Gilberto Duarte da Silva, Ciro Fragoso e Jair Fragoso. Eles foram mortos a tiros.
Na época, o crime foi chamado de “Chacina do Porco”, pois as vítimas teriam matado um porco da fazenda do suspeito conhecido como Tonhão, e por este motivo, ele teria arquitetado os assassinatos. Um homem e uma criança de 4 anos conseguiram sobreviver ao ataque.
Crime ficou conhecido como “Chacina do porco” em Vilhena, RO
Polícia Civil/Reprodução
Arsenal
A Polícia Civil informou que os agentes da Delegacia Especializada em Repreensão a Furtos (Patrimônios) de Vilhena descobriram que os condenados estavam no estado do Pará. E no sábado (6) foi deflagrada uma operação em Andrelândia, comunidade de Transforlândia (PA).
A ação resultou na prisão dos dois foragidos da Justiça e ainda na prisão em flagrante de outras duas pessoas por porte ilegal de arma de fogo. Na operação, conforme a polícia, também foi feita a apreensão de um arsenal composto por:
sete armas longas (espingardas)
dois rifles
três carregadores de fuzil
dois revólveres calibre 38
uma pistola calibre 22
uma espingarda calibre 20 semi automática
um carregador de submetralhadora e
centenas de munições de calibres diversos.
Os detidos foram encaminhados ao sistema prisional.
VÍDEOS: veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Fonte: G1 Rondônia

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook