Conectado por

Rondônia, segunda, 29 de novembro de 2021.



Folha

Round 6 retrata Coreia no limite do crescimento


Compartilhe:

Publicado por

em

Na série “Round 6” e no filme “Parasita”, que ganhou o Oscar, a Coreia é pintada como uma sociedade desigual, onde pobreza é comum e pessoas estariam dispostas a lutar até a morte por um prêmio milionário. Mas os dados macroeconômicos do país contam outra história. O país cresceu muito nos últimos 70 anos, extinguiu a extrema pobreza, e a desigualdade de renda não é alta. O coeficiente de Gini, indicador de desigualdade que vai de 0 a 1 -sendo que quanto menor, melhor- é de cerca de 0,34. Esse valor é basicamente o mesmo de Austrália, Itália, e Japão (todos com 0,33) e bem abaixo dos Estados Unidos (0,39), México (0,42), Chile (0,46) e Brasil (0,53).
Leia mais (10/29/2021 – 23h27)

Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Fonte: Folha de São Paulo

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook