Conectado por

Rondônia, terça, 30 de novembro de 2021.



Geral

Porto Velho participa de pesquisa sobre cobertura vacinal em crianças


Compartilhe:

Publicado por

em

A meta é conferir a situação de 450 crianças da capital
Pesquisa vai conferir se as vacinas essenciais estão em diaPesquisa vai conferir se as vacinas essenciais estão em dia


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Servidores municipais de saúde vão entrevistar pais ou responsáveis de crianças entre 3 e 4 anos para conferir se as vacinas essenciais previstas no calendário de vacinação estão em dia. Se houver necessidade, a Prefeitura de Porto Velho vai garantir a imunização deste público e atualizar a caderneta no momento da pesquisa.

O levantamento, denominado Inquérito Vacinal, é promovido pelo Ministério da Saúde e iniciou na segunda-feira (25) e vai durar dois meses. A previsão é ouvir responsáveis por 450 crianças.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Para secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, a participação de Porto Velho nesta pesquisa é fundamental, pois vai estimar a cobertura vacinal, o número de doses aplicadas, a proporção de crianças que utilizam serviços privados para imunização e identificar os motivos que fazem com que parte deste grupo não receba a devida proteção.

ENTREVISTADORES

Previsão é ouvir 450 responsáveis por criançasPrevisão é ouvir 450 responsáveis por criançasA pesquisa será feita por quatro entrevistadores capacitados e estarão identificados com camiseta e crachá. Eles utilizarão equipamentos de proteção individual. Com base em um questionário estruturado, farão perguntas sobre identificação da criança e mãe, características da família, além de pedir dados sobre vacinação.

“Vamos aproveitar a pesquisa para obter respostas pedidas no levantamento e, também, imunizar a criança que não recebeu a vacina prevista no calendário regular. Elas não podem ficar desprotegidas. É questão de saúde”, explica Valdir Alves, coordenador da pesquisa no município.

O Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) também orienta os pais ou responsáveis para receberem bem os entrevistadores, respondam às perguntas e permitam que a caderneta de vacinação seja fotografada. “Dessa forma o levantamento ficará completo”, destaca a diretora do DVS, Geisa Ribeiro.

Texto: Semusa
Foto: Saul Ribeiro e Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook