Conectado por

Rondônia, domingo, 05 de dezembro de 2021.



G1

Operação Articulata: Prefeito de Candeias do Jamari, RO, e servidores prestam depoimento à Polícia Civil


Compartilhe:

Publicado por

em


Os alvos da operação são suspeitos de participação em fraudes em licitações e execuções de contratos. De acordo com as investigações, a ação pode ter gerado prejuízo de mais de R$ 1 milhão aos cofres públicos. Prefeito de Candeias do Jamari (RO), Valteir Queiroz
Jaíne Quele Cruz/g1
O prefeito de Candeias do Jamari (RO), Valteir Queiroz, compareceu no Departamento de Estratégia e Inteligência da Polícia Civil de Porto Velho nesta sexta-feira (15) para prestar depoimento sobre a Operação Articulata. Valteir chegou na unidade por volta de 15h. Além dele, devem ser ouvidos ao longo da tarde pelo menos cinco servidores do Município.
Os agentes são suspeitos de participação em fraudes em licitações e execuções de contratos, segundo a Polícia Civil. De acordo com as investigações, a ação pode ter gerado um prejuízo de mais de R$ 1 milhão aos cofres públicos.
A investigação que surgiu através de uma denúncia anônima já dura alguns meses e apurou indícios de “má utilização do dinheiro público por parte da atual gestão da prefeitura de Candeias do Jamari”.
Para a imprensa, o prefeito de Candeias declarou que é importante frisar que apesar da operação ser de uma denúncia da gestão 2021, as investigações também “tem relação com processos anteriores”.
O prefeito também afirmou que a orientação é que todas as secretarias e demais repartições colaborem com a investigação e que espera que o processo não seja fruto de “denúncias infundadas” por “grupos políticos”.
“Eu penso que se tivesse alguma coisa que realmente imputasse a nós, a explicidade de algum crime, nós não estaríamos aqui sendo convidados. No mínimo teríamos sido conduzidos coercitivamente”, disse.
Operação Articulata
Operação Articulata deflagrada em Candeias do Jamari, RO
Polícia Civil/Reprodução
A Polícia Civil cumpriu a fase ostensiva da Operação Articulata nesta sexta-feira (15), que investiga crimes licitatórios e suspeitas de corrupção praticados pela nova gestão da Prefeitura de Candeias do Jamari (RO). Durante a manhã foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão na prefeitura, secretarias e nas casas dos investigados.
A polícia também solicitou pedidos de afastamentos das funções de servidores e indisponibilidade de bens.
O nome da operação faz referência a articulação entre empresários, agentes políticos e agentes públicos, no sentido de direcionar esses contratos e inviabilizar a concorrência.
VÍDEOS: veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Fonte: G1 Rondônia

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook