Conectado por

Rondônia, quinta, 21 de outubro de 2021.



Exame

Plataforma brasileira de NFTs capta R$11 milhões com 2TM, Malwee e Locaweb


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Criado por Daniel Peres Chor, herdeiro do grupo Multiplan, a Tropix, um marketplace de obras digitais tokenizadas (NFTs), anunciou a captação de mais de 11 milhões de reais em sua primeira rodada Seed de investimentos, que foi liderada pelo Grupo 2TM Holding, a holding que controla a corretora de criptoativos Mercado Bitcoin, uma das maiores na América Latina.

Além do grupo 2TM, a rodada Seed da Tropix também contou com recursos provenientes da Mago Capital, que tem como principais investidores os fundadores da Locaweb, a Norte Capital, Celso Colombo da Carpa Patrimonial, além de investidores como Marcelo Sampaio, da Hashdex, Cesar Villares da Go4it Capital e Guilherme Weege, do grupo Malwee.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O investimento chega dois meses depois de a plataforma ser lançada e de estabelecer sua presença em um mercado em forte expansão, com 70 obras de artistas brasileiros vendidas para colecionadores locais e de países como Estados Unidos, Holanda, México e Hong Kong.

“Estamos muito animados com o fechamento da nossa rodada seed. Conseguimos atrair players incríveis que vão nos ajudar em nossa jornada. A tecnologia NFT veio à tona para empoderar os donos de quaisquer propriedades. O que estamos construindo é uma grande ferramenta para cartórios e órgãos validadores como galerias ou até o Ecad, para controlar melhor suas posses e propriedades. Começamos a nossa história por meio das artes aclamadas e esta é apenas a ponta do iceberg do que a tecnologia pode fazer”, diz Daniel Peres Chor.

Hoje a Tropix conta com 20 galerias, como Zipper, Verve e Leme, e 250 lançamentos planejados em sua plataforma, com nomes como Toz, Vini Naso, Walter Goldfarb, Gustavo Von Ha, Giselle Beiguelman, Guerreiro do Divino Amor e Eduardo Kac. Com o aporte, a empresa vai abrir 40 vagas em diversas áreas, como marketing, operações e tecnologia, e espera aumentar o portfólio para mais 50 galerias até o final do ano, visando o mercado internacional.

Para Roberto Dagnoni, CEO do Grupo 2TM, investir em uma plataforma de NFTs aumenta a participação da Holding no mundo dos criptoativos, em especial em um setor que está crescendo muito rápido, além de possibilitar a comercialização de novos ativos digitais na corretora controlada pelo grupo.

“Quando se fala em cripto, ainda é natural pensar apenas no Bitcoin, mas esse é apenas um caso de uso dentro de um universo muito mais amplo, que inclui diversas categorias de criptomoedas, tokens de utilidades e tokens não fungíveis, as NFTs. Esse investimento é importante para nós porque confere à 2TM a entrada em um segmento em rápido crescimento e a possibilidade de oferecer novos ativos digitais na plataforma do Mercado Bitcoin”, explica Roberto Dagnoni, CEO do Grupo 2TM.

O mercado de tokens não-fungíveis demonstrou um crescimento impressionante ao longo de 2021, com ênfase para o terceiro semestre, em que as negociações no setor movimentaram impressionantes 10,7 bilhões de dólares, com um aumento de 700% em relação ao trimestre anterior, sendo impulsionadas por um aumento na popularização de jogos em blockchain, como o Axie Infinity, o jogo play-to-earn mais famoso do mundo, que responde por 22,2% das negociações envolvendo NFTs no terceiro trimestre.

Fonte: Revista Exame

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook