Conectado por

Rondônia, sábado, 18 de setembro de 2021.



G1

Mais de 20% das alunas de 13 a 17 anos já sofreram agressão sexual em Rondônia, diz IBGE


Compartilhe:

Publicado por

em


Porcentagem de meninas que sofreram esse tipo de agressão é mais que o dobro da de garotos. Mais de 60% dos adolescentes tinham menos de 13 anos quando sofreram as agressões. Mais de 20% das alunas de 13 a 17 anos já sofreram agressão sexual em Rondônia, diz IBGE
Kemmido/Freepik
Pelo menos uma em cada cinco meninas estudantes, com idades entre 13 e 17 anos, já sofreram algum tipo de agressão sexual em Rondônia, como serem: tocadas, manipuladas ou beijadas contra a própria vontade, ou tiveram partes do corpo expostas sem autorização. Entre os meninos na mesma faixa etária, a taxa é de 9,2%.
Os dados são da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2019 divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O órgão distribuiu questionários a jovens do 7º ano do ensino fundamental ao 3º do ensino médio, com garantia de anonimato nas respostas.
Em mais de um quarto dos casos, a agressão foi causada por namorados, ex-namorados ou ficantes. Em pelo menos 9% das situações os agressores eram pais, mães, padrastos ou madrastas:
Identificação do agressor
A pesquisa também apontou que quase 7% dos estudantes já foram ameaçados, intimidados ou obrigados a ter relações sexuais – ou qualquer ato sexual – contra a sua vontade. Cerca de 9,5% das meninas viveram essa situação, assim como 3,7% dos meninos.
Dos que sofreram algum tipo de agressão sexual, mais de 60% tinha menos de 13 anos:
Falta de segurança
A pesquisa investigou que em Rondônia cerca 10,6% dos estudantes faltaram às aulas por falta de segurança no caminho entre a casa e a escola. A taxa do estado está entre as seis menores do país e é a menor da Região Norte.
Também foi apurado que pelo menos 13,6% dos meninos e 6,3% das meninas com idades entre 13 e 17 anos se envolveram em lutas físicas nos 30 dias anteriores à pesquisa. Entre esses adolescentes, 2,6% se envolveram em brigas nas quais alguma pessoa usou uma arma de fogo e 4,5% em brigas nas quais alguma pessoa usou uma arma branca.
Ainda sobre a segurança dos adolescentes, pelos 16,8% informaram ter sofrido um acidentes ou agressão nos 12 meses anteriores à pesquisa. Destes:
26,8% sofreram acidente de transporte,
22,8% sofreram queda acidental,
16% machucaram-se em consequência de exercício físico ou esporte,
13,9% feriram-se devido à agressão ou briga,
5,1% machucaram-se de propósito e
14,3% relataram outras causas.
>> Quase 25% dos estudantes de 13 a 17 anos já fumaram cigarro em RO e 11% usaram maconha ou crack, diz IBGE
Veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook