Conectado por

Rondônia, segunda, 20 de setembro de 2021.



Jurídicas

Tribunais terão de instituir plano complementar de comunicação interna


Compartilhe:

Publicado por

em

pauta juiz video por whatsapp rondinelliribeiro tjto


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou resolução que prevê a instituição do Plano Complementar de Comunicação Interna dos Tribunais. Segundo o CNJ. O ato normativo foi proposto considerando as diretrizes da atual gestão do CNJ, em especial, o incremento da transformação digital dos serviços do Judiciário como evidente no Programa Justiça 4.0.

O texto determina que os tribunais deverão possuir canal digital de distribuição de comunicação instantânea ou assíncrona com todos os profissionais vinculados ao órgão. Por meio dessa ferramenta será feita a divulgação interna de publicações oficiais, atos normativos, campanhas, eventos, jurisprudência e quaisquer outras comunicações de caráter institucional, assim definidos pela política interna de comunicação. O novo canal, no entanto, terá caráter meramente informativo e complementar e não substituirá os meios oficiais.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Os órgãos terão 90 dias para implementação do novo canal, que é a obrigatoriedade de os tribunais manterem canal digital de distribuição de comunicação.

 

Estratégia Nacional

A instituição do Plano Complementar de Comunicação Interna dos Tribunais está alinhada a macrodesafios da Estratégia Nacional do Poder Judiciário para o período de 2021-2026, como o que prevê agilidade e produtividade na prestação jurisdicional, aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária, visando a eficiência interna, a desburocratização, a simplificação de processos internos e a adoção das melhores práticas de gestão documental, gestão da informação, gestão de projetos e otimização de processos de trabalho.

 

TJRO

O Tribunal de Justiça de Rondônia já disponibiliza, por meio do e-mail institucional, resumo das informações aos servidores, servidoras, magistrados e magistradas, assim como mantém canal de comunicação por grupos de mensagens em todas as comarcas do Estado e, também, no segundo grau de jurisdição. As ações complementares devem ser efetivadas, de acordo com o prazo da normativa, para o cumprimento integral das recomendações feitas pelo CNJ. Segundo o juiz auxiliar da Presidência do TJRO, Guilherme Ribeiro Baldan, a resolução vai ao encontro da atuação da comunicação institucional, que tem atuado de maneira efetiva também no âmbito interno, ainda mais no contexto da pandemia, nos anos de 2020 e 2021, com ampliação das formas de contato e distribuição de mensagens institucionais, treinamentos, orientações, lives e outras formas de interação e aproximação da administração com os colaboradores e colaboradoras pelos novos meios de conectividade. “Temos tecnologia e ferramentas disponíveis que são utilizadas em prol do aperfeiçoamento da jurisdição, ferramentas essas que estão em constante aprimoramento”, afirmou.”, afirmou.

 

Assessoria de Comunicação Institucional

com informações do CNJ

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook