Conectado por

Rondônia, segunda, 27 de setembro de 2021.



G1

Operação apreende 1,6 mil m³ de madeira perto de Terra Indígena em Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em


Reserva indígena Kaxarari tem sido alvo constante de desmatamentos. Operação Anhangá teve participação de várias forças policiais. Apreensão ocorreu entre os dias 13 e 28 de agosto, através da operação Anhangá
PRF/Divulgação
Uma ação conjunta das forças armadas apreendeu 1.680,92 metros cúbicos de madeira no entorno da Terra Indígena Kaxarari, no distrito de Extrema, em Porto Velho. A apreensão ocorreu entre os dias 13 e 28 de agosto, através da operação Anhangá.
A operação foi feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Exército Brasileiro e a Força Nacional.
RECORDE: Desmatamento por mineração na Amazônia bate é maior em 2021
QUEIMADAS: Fogo já afetou 95% das espécies do bioma Amazônia nos últimos 20 anos
Segundo a PRF, a reserva indígena Kaxarari tem sido alvo constante de desmatamentos.
Operação apreende madeira perto de reserva indígena em Porto Velho
PRF/Divulgação
Parte do material florestal apreendido perto da reserva (283,56 m³ de madeira) está em processo de doação pelo Ibama, tendo como destino a Secretaria de Educação (Semed) de Porto Velho.
O restante da madeira será inutilizada pelo Ibama.
Operação Anhangá: Madeira foi apreendida por policiais e parte vai ser doada à Semed
PRF/Divulgação
Operação Anhangá
A ação é coordenada pelo Ministério da Justiça e tem por objetivo combater o desmatamento. A operação Anhangáocorre simultaneamente em várias regiões do país. Serrarias também foram alvos da operação na capital.
Operação foi feita por vários dias reserva indígena em Porto Velho
PRF/Divulgação
Ainda segundo o Ministério, a Anhangá também visa proteção das comunidades indígenas.
Além do cumprimento de mandados de busca e apreensão, a operação teve como objetivo a descapitalização dos envolvidos, com sequestro de bens e valores.

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook