Conectado por

Rondônia, domingo, 19 de setembro de 2021.



Exame

Afinal, o que está certo no português: paraolimpíadas ou paralimpíadas?


Compartilhe:

Publicado por

em

Diogo Arrais, professor de língua portuguesa e fundador do Arrais Cursos


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

A palavra é: paraolimpíadas. Quanto ao processo de formação, a junção do prefixo “para” e o “Olimpíadas”: Olimpíadas disputadas apenas por portadores de necessidades especiais; realizam-se na mesma sede das Olimpíadas e logo após estas:

“O Brasil só começou a participar das paraolimpíadas em 1972, na Alemanha.”


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

No dicionário Aulete, as expressões encontradas são “paraolímpico” e “paraolimpíadas”. Já, no dicionário Aurélio, o registro é apenas como substantivo feminino plural: paraolimpíadas.

Para completar, no Houaiss (nas duas mais famosas versões), há o singular paraolimpíada, paraolímpico e a ênfase ao plural em “jogos paraolímpicos”.

Soma-se à consulta o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, com o aval da Academia Brasileira de Letras. Conhecido também como Volp, é o documento que oficializa um termo em nossa Língua. Lá, existem “paraolimpíada” e “paraolímpico”.

Como se sabe, segundo o Oxford English Dictionary, o termo “paralympic” foi cunhado nos anos 1950 a partir da união de pedaços dos vocábulos “paraplegic” e “olympic”, já que, em sua primeira edição, o evento era dirigido exclusivamente para quem sofria algum tipo de paralisia.

Em recente pesquisa, chama-me atenção a visão crítica do importante gramático Cláudio Moreno: “… paralympics tornou-se discutível mesmo no Inglês, sua língua de origem: como os jogos passaram a incluir portadores de outras deficiências, a ideia primitiva de paraplegics desapareceu, e o vocábulo passou a ser reanalisado como para+olympics, onde o primeiro elemento é o prefixo de origem grega “para”, que significa, entre outras coisas, “semelhante, paralelo” — o mesmo que encontramos em paramilitar, paradidático e paramédico, ideia também presente na paraolimpíada, que passou a ser um evento regular, paralelo e estreitamente relacionado à olimpíada.”

No entanto, há a recomendação do International Paralympic Commitees para que todos os comitês nacionais adotem “paralimpíada” e variações (expressões não reconhecidas pela Academia Brasileira de Letras).

De 2016 para cá, o uso de “paralimpíada” (e variações) vem aumentando na impressa eletrônica. Como admirador da língua portuguesa, espero que haja maior reflexão. O tempo dirá.

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal no YouTube!

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da EXAME Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.

Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.

Quer receber as dicas de carreiras, vagas de emprego e ficar por dentro das tendências do mercado de trabalho? Assine a newsletter aqui.

Fonte: Revista Exame

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook