RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, sábado, 19 de junho de 2021.



Exame

SP começa a vacinar contra covid-19 maiores de 30 anos com comorbidades


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O governo de São Paulo abriu mais uma etapa de vacinação contra a covid-19. A partir desta quarta-feira, 2, podem se imunizar pessoas com comorbidades (lista abaixo) e deficiências permanentes com idade entre 30 e 39 anos. De acordo com estimativas da Secretaria da Saúde do estado, são 1,2 milhão de pessoas que fazem parte deste público.

Quem se encaixa nestes grupos podem comparecer a uma unidade de saúde e apresentar comprovante da condição de risco. Esta comprovação pode ser feita por meio de exames, receitas, relatório ou prescrição médica, com a identificação do CRM do médico.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Quem já tem cadastro nas Unidades Básicas de Saúde também podem utilizar este documento. Para os moradores da cidade de São Paulo ainda há a necessidade de apresentar comprovante de que reside no município. Para as pessoas com deficiência, é necessário apresentar o comprovante do recebimento do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

A orientação da equipe de saúde é para que antes de ir a um local de vacinação, a pessoa faça o pré-cadastro no site Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br). Este processo agiliza o tempo de atendimento. Entre as informações pedidas estão nome completo, CPF, endereço, telefone e data de nascimento. O governo do estado também disponibiliza uma lista com todos os locais de vacinação.

Relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde

• Doenças Cardiovasculares
• Insuficiência cardíaca (IC)
• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
• Cardiopatia hipertensiva
• Síndromes coronarianas
• Valvopatias
• Miocardiopatias e Pericardiopatias
• Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
• Arritmias cardíacas
• Cardiopatias congênitas no adulto
• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
• Diabetes mellitus
• Pneumopatias crônicas graves
• Hipertensão arterial resistente (HAR)
• Hipertensão arterial – estágio 3
• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade
• Doença Cerebrovascular
• Doença renal crônica
• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer)
• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
• Obesidade mórbida
• Cirrose hepática

Governo de SP diz que vai vacinar toda população até dezembro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse, na segunda-feira, 31, que toda a população do estado será vacinada contra a covid-19 até dezembro. Até o momento, foram aplicadas pouco mais de 17,4 milhões de doses. Considerando apenas as pessoas que receberam as duas doses, ou seja, que estão efetivamente protegidas, já são 5,7 milhões imunizados.

“Volto a afirmar com toda ênfase e toda a segurança: até dezembro toda a população vacinável estará imunizada. Todos que puderem receber vão receber. Não posso responder pelo Brasil, mas respondo por São Paulo e afirmo”, disse ele durante coletiva de imprensa no Instituto Butantan.

  • Quer saber tudo sobre o desenvolvimento e eficácia de vacinas contra a covid-19? Assine a EXAME e fique por dentro.

Fonte: Revista Exame