RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, quinta, 15 de abril de 2021.



G1

Com 5% de vacinados, Rondônia é o 2º estado com a pior taxa de imunização contra a Covid-19


Compartilhe:

Publicado por

em


Segundo informações do Governo do Estado, pouco mais de 90 mil pessoas receberam a primeira dose da vacina. Guajará foi o município que mais imunizou os moradores. Mais de 5% dos moradores de Rondônia foram vacinados
Armando Junior/Rede Amazônica
Rondônia alcançou na última terça-feira (30) a marca de 5,05% da população vacinada contra a Covid-19. Dos mais de 1,7 milhão de habitantes do estado, pelo menos 90,6 mil pessoas já receberam a primeira dose do imunizante, segundo dados do Governo do Estado.
No entanto, após pouco mais de dois meses do início da campanha nacional de vacinação, Rondônia ainda é o segundo estado com a menor taxa de imunização:
Piores estados no ranking de vacinação:
Mato Grosso: 4,65%
Rondônia: 5,05%
Maranhão: 5,14%
Melhores estados no ranking de vacinação:
Mato Grosso do Sul: 10,38%
Bahia: 10,15%
Amazonas: 10,08%
>> Confira a situação de cada estado em relação a quantidade de vacinas aplicadas
Municípios
Guajará-Mirim é o município de Rondônia que mais recebeu doses da vacina contra a Covid-19, em relação ao número de habitantes, e também é o que mais vacinou. Mais de 11% dos moradores da cidade de fronteira receberam a primeira dose.
Pimenteiras do Oeste fica em segundo lugar no ranking dos municípios, com mais de 10% da população protegida com pelo menos uma dose contra o coronavírus. Castanheiras, Teixeirópolis, Primavera de Rondônia e Alta Floresta do Oeste estão na sequência com mais de 9% da população vacinada.
Porto Velho está um pouco acima da média estadual, com 5,29% dos moradores imunizados. Cujubim foi o município que menos vacinou a população proporcionalmente ao número de habitantes, tendo apenas 2% dos moradores recebido a primeira dose.
>> Veja quantas doses da vacina cada município recebeu
% de moradores vacinados nos municípios de Rondônia
Veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia