RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, terça, 18 de maio de 2021.



Exame

Brasil volta a registrar pior marca da pandemia com 3.780 mortes em 24h


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Ministério da Saúde divulgou um balanço nesta terça-feira, 30, com os números da pandemia de covid-19 no Brasil, de acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde. O país tem 317.646 óbitos e 12.658.109 casos confirmados da doença.

O balanço, atualizado às 19 horas, mostra que no período de um dia foram registradas 3.780 vítimas e 84.494 testes reagentes para o coronavírus. É um novo recorde em número de mortes desde o início da pandemia, o segundo em menos de uma semana. Na sexta-feira, 26, foram contabilizadas 3.650 pessoas que perderam a vida para a doença.

Vacinação

Segundo o levantamento feito pelo consórcio de imprensa, 16.926.552 pessoas já receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19. Este valor é a soma dos 26 estados mais o Distrito Federal e equivale a 7,99% da população brasileira.

Os dados são compilados pelo consórcio de imprensa que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

SP registra dia mais letal da pandemia

Com 1.209 mortes pelo coronavírus registradas nas últimas 24 horas, São Paulo bateu novamente seu recorde de óbitos pela doença nesta terça-feira, 30, assim como na média móvel dos últimos sete dias, que chegou à marca de 696 vidas perdidas. Ao todo, o estado já registra 73.492 vítimas fatais da covid-19.

Os números desta terça podem ter sido afetados pelo represamento que houve na semana passada, segundo o governo paulista, após a alteração do Ministério da Saúde no SIVEP-Gripe, usado a nível nacional para inserção de vítimas da covid-19 pelos municípios. Na quarta-feira, 24, o estado havia registrado apenas 281 óbitos bem abaixo do recorde do dia anterior (1.021).

São Paulo vem ultrapassando seu próprio recorde na média móvel e total de mortes em 24 horas ao longo das últimas semanas. Ainda na sexta-feira, 26, era de 1.193 o maior número de óbitos pela doença registrados em apenas um dia. Nesta terça, o índice de ocupação em leitos de UTI do estado continuava em 92,2%, enquanto o índice na região metropolitana é de 91,8%.

(Com Estadão Conteúdo)

Fonte: Revista Exame

Publicidade

Mais destaques

Facebook