Conectado por

Plural Saúde

G1

Polícia prende traficante que levava vida de luxo em RO e zombava na web dizendo que o ‘crime compensa’


Publicado por

em


Prisão aconteceu na zona sul de Porto Velho, após perseguição da Polícia Civil. Suspeito era procurado pela polícia há vários meses. Traficante é preso na zona sul de Porto Velho após meses de investigação
WhatsApp/Reprodução
Um dos traficantes mais procurados de Rondônia, identificado como Willian, foi preso pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (16) na zona sul de Porto Velho. O traficante era procurado pela Justiça há vários meses.
Segundo investigação da Polícia Civil, Willian levava uma vida de luxo, fazia festas e ostentava os bens e zombava na internet dizendo que o “crime compensa”.
A prisão do traficante foi feita pelos agentes do Departamento de Narcóticos (DENARC). Contra ele havia três mandados de prisão em aberto, sendo dois da comarca do estado e outro do Distrito Federal, todos por tráfico.
Willian, no momento da prisão em Porto Velho, tinha em sua carteira mais de R$ 2 mil reais em dinheiro, relógio de luxo e pulseira.
Dinheiro apreendido com traficante nesta terça-feira em Porto Velho
Polícia Civil/Reprodução
Investigação
Ainda conforme a Polícia Civil, Willian começou a ser investigado através da operação Turing, realizada em setembro de. À época foram encontrados 85 kg de cocaína, 3,5 Kg de maconha, 18 mil reais em espécie, porém Willian conseguiu fugir.
Após as apreensões na residência Willian, os policiais do Denarc de Porto Velho iniciaram uma outra investigação contra o traficante.
Em outubro de 2020, a Polícia Civil do Distrito Federal interceptou um caminhão com 100 kg de cocaína. Essa carga teria sido enviada por Willian de Rondônia para Brasília.
Droga enviada por Willian foi apreendida no DF no ano passado
Na tarde desta terça-feira, os agentes chegaram ao paradeiro do traficante. Houve perseguição nas ruas da zona sul de Porto Velho, mas os investigadores do DENARC prenderam o foragido da justiça.
Veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente