RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, terça, 20 de abril de 2021.



G1

Bandidos se disfarçaram de clientes e policiais civis para roubar 18 pedras de diamantes em RO, conclui investigação


Compartilhe:

Publicado por

em


Dois detentos do presídio de Ji-Paraná (RO) foram os responsáveis por planejar a ação criminosa. Roubo é o mesmo em que um sargento dos bombeiros foi baleado por tentar prestar socorro a dois bandidos feridos em um acidente. Operação investiga roubo de diamantes em Rondônia
A Polícia Civil confirmou nesta sexta-feira (12) que dois presos do presídio de Ji-Paraná (RO) foram os responsáveis por organizar um roubo de 18 pedras de diamantes, um carro e mais de R$ 30 mil em dinheiro na cidade de Cacoal (RO). O crime ocorreu no dia 27 de janeiro, depois que os assaltantes se passaram por clientes e ainda se disfarçaram de policiais civis para cometerem o crime.
Segundo investigação, um dos presos que planejou o crime é conhecido como “Peris”. No fim de janeiro, o detento teria entrado e contato com um corretor de Cacoal para combinar a compra de diamantes. Enquanto isso, o outro preso, chamado de “General”, se passou por um comprador e afirmou que enviaria seu filho e o segurança para avaliar os diamantes.
“Os assaltantes se passaram por compradores de diamantes e após confirmarem a autenticidade das pedras, se disfarçaram de policiais civis, deram voz de prisão ao vendedor e corretor. Em seguida, pediram dinheiro para não prendê-los”, afirma a Polícia Civil.
A investigação concluiu ainda que outras três pessoas participaram do roubo, incluindo uma mulher que entregou R$500 para os assaltantes, e outra que ficou responsável por produzir as camisetas com emblemas da Polícia Civil. O terceiro integrante ficou responsável por dar abrigo a um dos assaltantes.
Nesta quinta, a Delegacia Especializada na Repressão a Extorsões, Roubos e Furtos de Cacoal cumpriu cinco mandados de busca e apreensão no presídio Agenor de Carvalho, em Ji-Paraná (unidade onde estão presos General e Peris). A operação teve apoio da Polícia Penal e Civil de Ji-Paraná.
Roubo com troca de tiros e sargento baleado
O roubo das 18 pedras de diamante aconteceu no dia 27 de janeiro de 2021. Além das pedras, os bandidos levaram aproximadamente R$ 35 mil em dinheiro, mais US$ 3 mil dólares e um carro HB20.
Durante a fuga, os criminosos perderam o controle do veículo e colidiram com uma carreta na BR-364. Foi nesse dia que o sargento do Corpo de Bombeiros de Cacoal foi atacado a tiros e baleado, pois parou no local para socorrer os feridos, sem saber que eles eram criminosos.
Um policial militar que estava com o sargento revidou os disparos, acertando um dos criminosos, que morreu no local.
Homem foi morto após cometer roubos em Cacoal (RO)
Reprodução
Um vídeo feito por moradores mostram o momento que ocorre a troca de tiros entre os criminosos e o policial.
Vídeo mostra troca de tiros entre suspeito e bombeiro em Cacoal

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia