Conectado por

Plural Saúde

G1

Produção de cacau em Rondônia deve crescer quase 20% em 2021, aponta IBGE


Publicado por

em


Culturas como mandioca e feijão têm queda na área plantada e na produção. Soja segue como o principal produto agrícola do estado. O cacaueiro é a árvore perenifólia que dá origem ao fruto chamado cacau.
Rede Amazônica/Reprodução
O cacau deve ter o maior crescimento em produção e área plantada em Rondônia em 2021. A previsão de 18,4% de incremento consta no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Entre os destaques positivos também deve figurar o arroz — com aumento na produção mesmo com redução na área plantada — e o milho.
A soja segue sendo o principal produto agrícola do estado em volume, ou seja, a quantidade de toneladas produzidas. Já a mandioca deve registrar a maior queda na área plantada, com 11,7% a menos, levando à queda de 8,5% na produção.
Resumo das projeções em 2021
Cacau – Estabilidade na área plantada em 9 mil hectares e crescimento de 18,4% na produção (de 5 para 6 mil toneladas).
Milho – diminuição de 0,65% na área plantada, mas aumento de 1,5% na produção, passando de 1,03 milhão de toneladas para 1,05 milhão de toneladas.
Feijão – Queda de 3,4% na área plantada e de 2,6% na produção, que cai de 15.924 toneladas em 2020 para 15.515 neste ano.
Mandioca – a mandioca deve ter queda de 11,7% na área plantada refletindo em 44 mil toneladas a menos de produção.
Soja – Aumento de 1,6% em área plantada e queda de 2,4% na produção. A plantação chega a 399 mil hectares e a produção ficando em 1.316.319 toneladas.
Arroz – Queda de 7 mil hectares na área plantada e aumento de 124 mil toneladas em produção.
Café canephora – Previsão de um pequeno aumento de 0,3% em área plantada e redução de 2,1% na produção (de 144 mil toneladas para 141 mil toneladas).
VÍDEOS: veja mais notícias sobre o agronegócio

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook