educamais
Conectado por

Plural Saúde

G1

Campanha de vacinação contra poliomielite segue até 20 de novembro em Ji-Paraná, RO


Publicado por

em


Motivo é atraso na entrega da vacina. Campanhas de multivacinação e contra o sarampo também foram prorrogadas no município. Vacina contra a poliomielite
Reprodução/TV Gazeta
Por conta de atraso na entrega da vacina contra a poliomielite, a campanha de vacinação precisou ser prorrogada em Ji-Paraná (RO) até 20 de novembro. As doses seguem disponíveis nas 11 unidades de saúde da cidade, além dos distritos de Nova Londrina e Nova Colina.
As campanhas de multivacinação e contra o sarampo também foram prorrogadas no município.
A campanha contra a poliomielite é direcionada a menores de cinco anos. No caso da multivacinação, que é quando o paciente tem a cardeneta de vacinação atualização, é para crianças e adolescentes menores de 14 anos. Já a dose contra o sarampo tem como público-alvo adultos entre 20 e 49 anos.
Pais e responsáveis precisam levar o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), além da carteira de vacinação. Também é preciso usar máscara e obedecer o distanciamento social imposto por causa da pandemia do novo coronavírus.
Até o fim de outubro, Ji-Paraná havia atingifo 45% da meta de imunização contra a poliomielite, o que configura em pouco mais de duas mil crianças imunizadas, número bem abaixo do esperado, que é vacinar 7 mil crianças.
Vacina contra a poliomielite
A vacina é oferecida o ano inteiro em todos os postos de saúde.
Uma criança deve tomar ao menos três doses da vacina para estar imunizada: 1ª dose aos 2 meses; 2ª dose aos 4 meses; 3ª dose aos 6 meses.
Há um reforço da vacina aos 15 meses. Nesse reforço, são administradas duas gotinhas.
O Ministério da Saúde realiza campanhas nacionais duas vezes ao ano. Mas a vacina pode ser aplicada a qualquer momento.
Vacina contra o Sarampo
São necessárias duas doses para se proteger: quando a criança completa 12 meses e, a segunda, aos 15 meses.
Durante a epidemia no ano passado, também passou a ser adotada a chamada dose zero, aplicada em crianças de com seis meses de idade.
Adultos de qualquer idade que não possuem as duas doses também devem procurar os postos de saúde para regularizar a situação vacinal.
Sarampo tabela
Arte/G1
Veja mais notícias do G1

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura