educamais
Conectado por

Plural Saúde

Nacional

Chapa 1 do Sintero faz mudanças em grupos de Whatsapp de filiados para não cumprir Resolução


Publicado por

em


Continua após a publicidade

Membros da chapa 1, que pertence à atual direção que concorre nas eleições do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Rondônia (SINTERO), estariam realizando mudanças em grupos de Whatsapp com filiados do sindicato, que teriam como objetivo burlar a Resolução 002/2020 da Comissão eleitoral, que estabelece em seu artigo 2º: “Fica proibido a divulgação de material de campanha e/ou pedido de voto nos grupos de Whatsapp da Diretoria Executiva, das Regionais ou dos Delegados de Base, criados pelo Sintero“.

Na Regional do sindicato no Cone Sul, sede em Vilhena, um integrante da chapa 1 divulgou em dois grupos de filiados a seguinte mensagem: “Colegas, conforme orientação da comissão eleitoral e para evitar a impugnação de candidatos tanto da chapa 1 quanto da chapa 2 das eleições do Sintero… vamos retirar os administradores do grupo, retirar o logo do Sintero e o nome do Sintero do grupo, deixar uma pessoa como administradora até o fim das eleições…”.


Continua após a publicidade

A Chapa 2 “Consciência e Luta”, de oposição, está questionando a Comissão Eleitoral sobre estas mudanças de nome de grupo e de administrador, pois isto não mudaria o fato de que o grupo foi criado originalmente pela estrutura do SINTERO, constituído por filiados e o novo administrador seria escolhido pela atual direção. No entendimento da Chapa 2, tais mudanças caracterizariam uma manobra com o claro objetivo de burlar a Resolução 002/2020, que proíbe a utilização dos grupos de Whatsapp do sindicato para divulgação de propaganda eleitoral.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Nesta segunda-feira (19) a Chapa 2 protocolou denúncia, contra a Chapa 1 na Comissão Eleitoral, sobre descumprimento de um termo de acordo em relação a polêmica da aprovação ou não da reforma da previdência dos servidores, uso da estrutura do SINTERO com distribuição de brindes durante a campanha e uso indevido de grupo de Whatsapp, pedindo a impugnação de cinco candidatos da chapa 1, incluindo a candidata a reeleição para presidência Lionilda Simões.

Fonte: Assessoria

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura