educamais
Conectado por

Plural Saúde

G1

Professores comentam mudanças nas rotinas com as aulas remotas em RO


Publicado por

em


Criatividade é citada como principal elemento para se reinventar a cada aula. Especialista em educação diz que a área continua sendo o grande desafio do Brasil. 15 de outubro é Dia dos Professores
Professores tiveram que mudar a didática e planos de aulas durante a pandemia da Covid-19 em Rondônia. Três docentes relataram os principais desafios ao Bom Dia Amazônia.
A professora Simone Rodrigues, da educação infantil, precisou inovar para lecionar às crianças de três anos de idade. As aulas são gravadas e editadas pelo o filho. Segundo ela, o desafio é enorme para conseguir prender a atenção dos mais novos.
“Eu sempre acreditei que na educação infantil você tem que trabalhar com o lúdico. A criança vê a imagem, então eu me fantasio, coloco peruca… o que for”, diz Simone.
Celulares e computadores são ferramentas importantes para cotidiano e neste período é com a ajuda deles que muitos alunos acompanham as aulas. Em cursinhos de pré-vestibular, Samuel Soares é professor das disciplinas de exatas. Ele também sentiu dificuldades para transmitir animação e tranquilidade aos seus alunos, que sofrem com a tensão e nervosismo com a aproximação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
“O grande desafio é exatamente não deixar os meninos se afobarem tanto, mas também segurar um pouco aqui pra eles não se desanimarem. Como a gente está em aulas virtuais a gente tenta melhorar o aspecto visual. Estamos trabalhando também com filmes”, comenta o professor.
Estudante faz notas no caderno enquanto acessa as aulas remotas pelo celular.
Carlos Mamani / AFP
Ainda quando criança Maria Ângela descobriu sua vocação. Nunca teve dúvidas que seria professora, hoje ela se realiza contribuindo para a formação de publicitários e jornalistas em Porto Velho. Para não deixar as aulas cansativas, ela diz que busca a interatividade.
“O principal desafio encontrado para o professor nesse período de pandemia foram as ferramentas digitais das quais não tínhamos ainda total domínio para ministrar uma aula”, fala.
Para a especialista em educação Raquel Serbino, a área continua sendo o grande desafio do Brasil, já que a crise da Covid-19 provocou uma queda no rendimento dos alunos.
“Os professores não foram preparados para ensinar remotamente, mas não deixaram a peteca cair, eles improvisaram como heróis”, diz a doutora em educação.
Veja mais notícias sobre educação

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook