educamais
Conectado por

Plural Saúde

G1

Seduc anuncia plano para possível retorno das aulas presenciais em Rondônia


Publicado por

em


Todos os alunos voltam de uma vez? Como deve ser a higiene? Entenda ponto a ponto. Escola vazia
SVM
Mesmo sem uma data definida para o retorno das atividades escolares, por causa da pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) divulgou, nesta quarta-feira (12), o “Plano de retorno às aulas presenciais”.
A proposta ainda é preliminar e não significa a volta imediata das aulas. O documento foi criado para orientação e organização dos gestores das instituições públicas e privadas.
As aulas presenciais da rede pública estão suspensas desde março, na época a previsão de paralisação inicial era de 15 dias, mas com o avanço da pandemia no estado, os estudantes já entraram no quinto mês em casa.
Do outro lado do processo de ensino-aprendizagem, os professores precisam de muito empenho e esforço diário para se adaptarem a nova didática.
O plano divulgado nesta quarta tem 35 páginas e é dividido em cinco pontos principais, o G1 resumiu cada um deles. Confira:
1. Medidas pedagógicas
O governo de Rondônia afirma que será feita uma avaliação individual dos estudantes, uma espécie de nivelamento, para que a escola identifique os conteúdos que devem ser priorizados e o perfil das turmas. A partir disso devem reestruturar o currículo escolar com os pontos essenciais.
As escolas também deverão investir em acolhimento socioemocional de todos os professores e funcionários, alunos e famílias.
E ainda planejar estratégias para garantir o acesso à educação aos estudantes que decidirem não voltar às escolas durante a pandemia.
2. Medidas de segurança sanitária
O plano pede a obediência de todos os requisitos de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias, como uso de máscaras e distanciamento social. Para isso as escolas devem:
Disponibilizar produtos de higiene e equipamentos como máscaras e luvas;
Aumentar a proporção das escolas com água potável e materiais de limpeza;
Verificar as temperaturas de estudantes, docentes e funcionários;
Desativar bebedouros com disparo para boca;
Cuidar no preparo e distribuição da merenda;
Estabelecer rotinas de revezamento dos horários de entrada, saída, recreação, alimentação;
Estabelecer protocolo de desinfecção dos ônibus escolares e redução do número de estudantes por veículo e rota em 50%.
3. Gestão de pessoas
Esse ponto do plano recomenda a contratação temporária de professores e servidores.
E o afastamento, ou trabalho remoto, de docentes e funcionários: acima de 60 anos, portadores de doenças crônicas, em tratamento com imunossupressores ou oncológico, gestantes e lactantes, ou que estejam responsáveis por cuidar de pessoas com suspeita ou confirmação de Covid-19.
4. Etapas para o retorno
O Governo de Rondônia informou que dá autonomia para cada município do estado elaborar seu plano de retorno, sendo necessário considerar os dados da pandemia e as orientações dos órgãos de saúde. Porto Velho já divulgou o plano de ação municipal.
A retomada das atividades, segundo o plano da Seduc, será em três etapas. As cidades que estiverem com pelo menos 20 dias na Fase 4 do Decreto de Distanciamento Social, poderão retornar com até 30% do número de alunos por sala.
Neste momento, nenhuma cidade de Rondônia está na Fase 4 do Decreto. Clique aqui e veja em qual fase seu município está enquadrado.
Os percentuais e critérios de avanço para as etapas 2 e 3 de retorno das aulas, ainda não foram estabelecidos, mas devem ser comunicados adiante por meio de nota técnica.
5. Roteiro de contingência em caso de nova suspensão
Se os casos confirmados do novo coronavírus aumentarem, uma nova paralisação deve acontecer nas aulas presenciais. Entretanto as escolas deverão assegurar a manutenção das ações educacionais usando meios tecnológicos para procedimentos virtuais.
E no caso das escolas públicas, devem seguir com a distribuição da alimentação e/ou dos respectivos recursos financeiros às famílias dos estudantes.
Leia a íntegra do plano de retorno às aulas presenciais em Rondônia
Após prova do Enem ser marcada, candidatos de RO relatam angústias para estudar com acesso limitado à internet

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook