educamais
Conectado por

Plural Saúde

Política

CSPAS ouve secretário de Guajará-Mirim sobre falta de ambulâncias no município


Publicado por

em

Deputados da comissão, concedem prazo de um mês para que o problema seja resolvido


Continua após a publicidade

A Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social (CSPAS) se reuniu na manhã desta terça-feira (10) para ouvir o secretário Municipal de Saúde de Guajará-Mirim, Douglas Dagoberto Paula. O presidente da comissão, Adailton Furia (PSD), e o deputado Dr. Neidson (PMN), pediram explicações sobre uma ambulância que foi retirada de uma oficina em Porto Velho e chegou em Guajará com o motor fundido.

O deputado Fúria disse inicialmente que precisava saber o que aconteceu, porque alguém precisa ser penalizado. Douglas Paula contou que a oficina alertou o Governo do Estado para a necessidade de trocar uma mangueira, mas o Executivo não concordou. “O motorista da prefeitura não foi avisado do problema, por isso levou a ambulância para Guajará-Mirim. O veículo chegou na cidade com o motor fundido”, detalhou o secretário.


Continua após a publicidade

Furia disse ser inadmissível que sejam gastos mais R$ 30 mil para conservar uma ambulância, porque o dinheiro é da população. De acordo com o parlamentar, o caso precisa ser apurado. Douglas Paula adiantou que o município não foi informado que veículo ainda estava com problemas.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O secretário disse, também, que o deputado Dr. Neidson tinha viabilizado R$ 11 mil para que duas ambulâncias de Guajará-Mirim fossem consertadas. “Elas voltaram rodando para Guajará. O motorista disse que não foi comunicado que havia outro problema”, reforçou.

Dr. Neidson lembrou que ele colocou três ambulâncias em Guajará, e perguntou quantas delas estão funcionando. O secretário respondeu que somente uma, mas assegurou que outras três passarão a funcionar logo. O deputado quis saber em quantos dias isso aconteceria. Douglas Paula disse que em 20 dias. “Vamos dar um mês de prazo, então. Foi bom o secretário ter vindo aqui hoje, porque já estávamos para encaminhar esse caso ao Ministério Público. Agora vamos esperar mais 30 dias”, disse Dr. Neidson.


Continua após a publicidade

O secretário de Saúde de Guajará lembrou que anteriormente o município também contava com uma ambulância que pertence ao Corpo de Bombeiros na cidade, mas citou que agora e veículo está sucateado. Dr. Neidson afirmou que os Bombeiros ganharão mais uma ambulância.

Depois disso o secretário disse que o município enfrenta outros problemas, como a falta de um aparelho de Raios-X. O deputado Dr. Neidson avisou que na próxima sexta-feira (13) chegará em Guajará-Mirim um aparelho portátil. “Estarei lá para a entrega do material”, destacou o parlamentar. Adailton Fúria afirmou que os secretários de saúde que deixarem que as ambulâncias fiquem em situação precária devem ser responsabilizados.

Deliberações

Após ouvir o secretário Douglas Paula, Adailton Fúria destacou a necessidade de alertar o Executivo para a importância de manter intérpretes de Libras nos hospitais públicos. Ele citou um caso de óbito ocorrido em Cacoal, porque os servidores não entendiam o paciente.

“Em Cacoal temos surdos trabalhando no hospital, e eles ajudam os servidores a entender pacientes que não escutam, mas é preciso que o Estado contrate intérpretes de Libras”, alertou.

O deputado Fúria também afirmou que cada deputado terá o direito de cadastrar um assessor para acompanhar o funcionamento dos hospitais públicos. “O parlamentar não precisa ir pessoalmente verificar como está a unidade de saúde. Vamos dar poderes para que um servidor represente o deputado”, detalhou.

A deputada Cássia Muleta (Podemos) disse entender que furar a fila para ser atendido em hospital é errado, mas explicou que muitos pacientes se desesperam. “Tem uma senhora que me liga há um mês, de Cacoal. O nome dela é Maria. Ela está internada há dois meses esperando uma cirurgia. Já fui na Secretaria de Estado da Saúde e me informaram que tem aparelhos quebrados, por isso a cirurgia não é feita”, especificou a parlamentar.

Fotos: Marcos Figueira-ALE/RO

 

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook