Conectado por


Política

Projeto Mais Progressistas é iniciado em Rondônia

Publicado por

em

Ações de fortalecimento do partido começaram a ser implantadas em algumas regiões do Estado

Vale do Guaporé, Zona da Mata e alguns municípios da região Central de Rondônia foram os primeiros locais a receberem o projeto Mais Progressistas, cujos objetivos são formar diretórios, agregar pessoas, conscientizar o cidadão e fortalecer o partido no Estado.

Liderada pela presidente estadual do partido, deputada federal Jaqueline Cassol, as primeiras ações foram executadas entre os dias 20 e 24 de maio pelo secretário-geral do Progressistas, Luiz Paulo Batista. “É papel também de um partido levar informações sobre política para a população. Existem pessoas, inclusive, que não sabem a atribuição dos poderes executivo, legislativo e judiciário”, analisou ele.

Palestras de conscientização política e partidária serão realizadas na próxima etapa do projeto. Neste primeiro momento, as ações foram de reorganização de diretórios. Alguns dos municípios visitados definiram novos presidentes municipais, que ainda serão oficializados. Em Costa Marques ficou definido que o presidente será Edson Mendes, conhecido como Gol; São Francisco ficará com o vereador Elenildo Saroba; E Alta Floresta o presidente deve ser Donizete Dourado. Em Seringueiras o PP continua com o vereador Ricardo Stevanelli como presidente. Em Rolim de Moura e Ji-Paraná foram realizadas reuniões, mas as composições dos diretórios ainda serão definidas.

Novas filiações também foram realizadas durante a execução do projeto, especialmente de jovens e mulheres. Nos seis municípios visitados o PP ganhou novos membros, 117 no total. “Um dos objetivos do projeto Mais Progressistas é agregar pessoas no partido. Sem distinção de cor, sexo, raça ou orientação sexual. A única exigência é que tenha bons projetos e que beneficiem as pessoas, os rondonienses”, explicou Luiz Paulo Batista.

Ele também ressaltou que o Progressistas vai trabalhar muito para a inclusão de mulheres nas disputas eleitorais. “Mas que elas participem ativamente do processo e não como coadjuvantes ou laranjas. Queremos que as mulheres assumam posições de liderança”, exaltou o secretário-geral.

O projeto Mais Progressistas vai continuar sendo executado até as eleições. Todos os municípios de Rondônia serão visitados.