Conectado por


Geral

Emoção e diversão marcam entrega de kits da campanha ‘Uma Páscoa doce, mas sem chocolate’ às crianças no NACC

Publicado por

em

Música, dança, teatro, leitura e brincadeiras, foi assim, repleta de alegria e emoção, a tarde desta terça-feira (23) na casa sede do Núcleo de Apoio a Criança com Câncer (NACC) em Porto Velho durante a entrega dos brinquedos e livros arrecadados pelos alunos do Sapiens High School na campanha “Uma Páscoa doce, mas sem chocolate”, desenvolvida dentro do projeto Global Citizen Project – ou Projeto Cidadão Global, em tradução livre.

A ideia da campanha surgiu em sala de aula. “Como estava chegando a Páscoa, identificamos que as crianças do NACC não poderiam ingerir chocolate, devido o tratamento, então pensamos em investir na arrecadação de brinquedos pedagógicos pra estimular a coordenação motora e livros para ler e colorir, numa forma de transmitir esse sentimento de Páscoa, sem necessariamente estar ligado ao ovo de chocolate”, explica a estudante Melissa Bucar Venturelli, de 16 anos.

Decidido isso, os alunos iniciaram a campanha de arrecadação dentro da escola, envolvendo os colegas, pais e funcionários das duas unidades, além da comunidade em geral. “No começo ficamos bem nervosos, com medo de que não conseguíssemos alcançar um número suficiente de doações, só que desde que começamos a divulgar foi sucesso, superou as expectativas”, conta Giovanna Ghedin, 16 anos, também aluna do High School.

Ao final das três semanas de campanha, foram mais de 400 livros de histórias infantis arrecadados, mais de 200 brinquedos, cerca de 100 livros de colorir e mais de 50 caixas de lápis de cor. “Ver o projeto acontecendo, saindo do papel, a ação progredindo e isso partindo dos alunos, é uma coisa surreal. Vemos que estamos criando esse sentimento de apego a comunidade, de saber que podemos fazer da nossa comunidade um lugar melhor para todo mundo”, avalia Melissa, que completa: “hoje foi incrível, não tenho palavras pra descrever esse momento”, diz emocionada.

Quem também ficou feliz com a tarde de diversão foi o Luiz Ricardo Sousa, de 06 anos, uma das crianças atendidas pela casa e um dos mais animados durante as brincadeiras. “Eu achei tudo bonito, gostei de brincar e cantar foi a parte que mais gostei”.

NACC

NACC hoje atende 42 crianças, 36 na casa e as demais em uma pousada, localizada em frente ao Hospital do Amor, na BR-364. Lá ficam as crianças que tem restrição de contato com outras pessoas, devido a baixa imunidade.

A demanda da casa tem crescido desde a implantação da nova unidade do hospital. Antes pensada para atender apenas a famílias vindas do interior do estado, o NACC atende hoje a pacientes vindos do Acre, Amazonas, Mato Grosso e, ainda, dos países vizinhos, como Bolívia e Venezuela. “São famílias que vêm em busca de tratamento e nós recebemos a todos, sem distinção”, diz a diretora de Eventos da casa, Diná Alencar.

Somente no mês de março, 449 atendimentos foram realizados na casa. Um novo espaço está pronto e a capacidade de atendimento será ampliada a partir de julho, contando com 16 suítes, que já estão sendo equipadas para receber as famílias.

O NACC aceita todos os tipos de doações e está aberto às mais diversas atividades voluntários. Além disso, um projeto piloto de apadrinhamento tem auxiliado também famílias que residem em Porto Velho. “Observamos a necessidade das famílias que moram aqui também e iniciamos esse projeto, onde o padrinho faz um depósito na conta do NACC e nós repassamos às famílias”, explica Lenice de Souza, administradora e captadora de recursos da ONG. Hoje 13 crianças da capital são apadrinhadas.

Para ajudar ao NACC com doações, voluntariados, apadrinhamento e outras ações, basta procurar a casa, que está localizada na rua Flores da Cunha, 4111, bairro Costa e Silva, ou entrar em contato pelo telefone 69 98127-2133.

“Mais do que qualquer coisa, precisamos mais ainda de amor. As crianças não precisam só de medicamento, médico, internação, elas precisam de amor. Essa tarde pra eles foi o melhor antibiótico”, finaliza Diná.