Porque Roberto Sobrinho está sendo alvo de pesados ataques dos adversários e setores da mídia?
16/08/2016|  Autor : Assessoria|   Fonte : Assessoria

Roberto Sobrinho está sendo alvo de pesados ataques dos adversários e setores da mídia?

RETICÊNCIAS POLÍTICAS...  -  Por Itamar Ferreira*

Como ensina o ditado popular "ninguém bate em cachorro morto", e aquele adágio que diz "em árvore sem fruto não se atira pedra"; concluí-se que as luzes amarelas das pesquisas dos concorrentes já estão piscando em sinal de alerta, e pela intensidade dos ataques, pode-se medir o potencial da candidatura do ex-prefeito´.

Dos muitos candidatos desta disputa praticamente nenhum pode se colocar na posição de "santo", principalmente entre os principais concorrentes, começando pelo atual prefeito que já foi conduzido coercitivamente (obrigado, à força) pela Polícia Federal e passou muitas horas nas dependências da Polícia Federal prestando depoimento; além de outros que já passaram por experiência semelhante ou têm ascendentes condenados e inelegíveis.

O que certo setores da mídia estão fazendo segue um roteiro padrão: requentar assuntos ocorridos há anos, colocar em destaques com fotos desfavoráveis ou até montagens, aguardar desmentidos, notas de esclarecimentos e entrevistas para explorar partes isoladas e fora do contexto, aguardar medidas judiciais que não podem coibir a liberdade de expressão e usar essas decisões para induzir o leitor a acreditar que a denúncia teria fundamento... - O ex-secretário de Saúde Pimentel já foi alvo desse tipo de pancadaria, em que se noticia capciosamente apenas parte dos fatos.

Agora Roberto Sobrinho, pelo que se observa em alguns site noticiosos, será a bola da vez. Esse tipo de mídia age por encomenda, pois só quem não possui o mínimo de conhecimento da política ainda acredita que se tratam de "notícias". Na verdade é pancadaria encomendada.

Vejamos a "nova" cobertura "jornalística" sobre ex-prefeito da Capital, que foi afastado no finalzinho de seu mandato, em 2012, e só neste ano o MP ofereceu denúncia sobre aquele fato. Fala-se na "prisão", mas na verdade foi uma tentativa de prisão, já que um juiz de primeira instância decretou a medida, e em seguida, em menos de 24 horas, um desembargador restabeleceu sua liberdade.

Posteriormente 16 desembargadores do Tribunal de Justiça (TJ-RO) confirmaram a liberdade de Roberto Sobrinho (lógico que essa parte da notícia jamais os leitores incautos verão nos ditos noticiosos). Confira a publicação do RONDONIAOVIVO sobre a decisão do TJ em 22/04/2013 (ou seja, há mais de 3 anos): http://www.rondoniaovivo.com/noticia/tj-ro-nao-defere-suspeicao-de-desembargador-e-mantem-soltura-de-sobrinho/99986

Indaguei de Roberto Sobrinho o que ele iria fazer sobre esse ataque midiático e a resposta dele foi um lacônico: "NADA!". Roberto pretende se concentrar em falar diretamente com a população e deixar essa questão dos ataques pela imprensa para o jurídico da campanha, para que mova as ações cabíveis.

Itamar Ferreira é bancário, sindicalista, diretor do SEEB, presidente da CUT-RO, formado em administração de empresas e pós-graduado em metodologia do ensino pela UNIR, acadêmico de direito 8º período da FARO.


COMENTE COM O FACEBOOK


Portalrondonia Comunicações Ltda. E-mail: redacao@portalrondonia.com