Cassol solicita mais agências da Caixa para Rondônia e cobra agilidade na vistoria de obras
15/06/2016|  Autor : Assessoria|   Fonte : Assessoria

O senador Ivo Cassol reuniu-se com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, e com o vice-presidente Henrique Cruz, na manhã desta quarta-feira, em Brasília. Cassol encaminhou ofício solicitando a instalação de agências e postos de atendimento da Caixa em diversos municípios e pediu mais rapidez e agilidade na aprovação de projetos e vistorias de obras nos municípios.

No ofício encaminhado à presidência, Cassol solicitou a instalação de pelo menos uma agência nos municípios de Alvorada D’Oeste, Ariquemes, Cacoal, Machadinho D’Oeste, Nova Brasilândia e São Francisco do Guaporé. “Nestes municípios é urgente a instalação de uma agência, seja pelo grande número de clientes, como é o caso de Cacoal e Ariquemes, seja pela falta de uma agência para atender a população, como Machadinho e São Francisco. Além disso, em vários municípios e distritos sequer tem um posto de atendimento e em praticamente todos os demais é preciso instalar pelo menos um posto de atendimento, já que a grande maioria das propriedades rurais são pequenas e o produtor tem dificuldade para receber e pagar suas contas”, explicou Cassol.

O presidente Gilberto Occhi recebeu as solicitações e garantiu que a Caixa tem planos de expansão e instalação de agências e postos em todo o país, e que Rondônia será contemplada, principalmente devido à força do agronegócio. “Estamos estudando a viabilidade de implantação de novas agências e posso garantir ao senador Cassol que atenderemos estas solicitações”, afirmou.

 


Demora na liberação de pagamentos e projetos

Outra demanda apresentada por Cassol ao presidente da Caixa foi a demora em receber pagamentos que as prefeituras e construtoras de obras públicas, que usam recursos da entidade, enfrentam. Segundo o senador, muitas vezes a obra está pronta, parcial ou totalmente, mas os engenheiros da Caixa demoram muito tempo para vistoriar e autorizar os pagamentos. E devido à demora a empresa construtora não tem condições de prosseguir na obra e se vê obrigada a paralisar os serviços, demitindo funcionários e prejudicando a população.

Da mesma forma, as prefeituras, que já enfrentam dificuldades com a queda da arrecadação, não tem recursos para pagar a parte que deve às empresas porque a Caixa não agiliza a vistoria e não autoriza o repasse de recursos, mesmo a obra estando dentro do que reza o contrato. “Esses atrasos acontecem em todas os projetos da Caixa e os prefeitos ficam impossibilitados de dar continuidade às obras, prejudicando a população, é preciso que sejam contratados mais técnicos e engenheiros para analisar os projetos e autorizar os pagamentos com mais rapidez”, cobrou Cassol do presidente.

Gilberto Occhi, que assumiu recentemente a presidência da Caixa, reconheceu os problemas e se comprometeu com Cassol a buscar alternativas para agilizar o processo de vistoria e liberação de pagamentos e confirmou que em breve irá a Rondônia para se reunir com os prefeitos e conhecer de perto a realidade do estado.


COMENTE COM O FACEBOOK


Portalrondonia Comunicações Ltda. E-mail: redacao@portalrondonia.com