Tristeza e homenagens no sepultamento dos alunos do curso de formação de Agente Penitenciário
26/09/2015|  Autor : Assessoria|   Fonte : Assessoria



Emoção e homenagens prestadas por familiares, colegas e amigos marcaram a despedida dos alunos do Curso de Formação de Agente Penitenciário, mortos em acidente na BR-364 na última quinta-feira (24/09). Os corpos foram levados para as cidades de origem onde ocorreram o velório e sepultamento no último final de semana.

 No sábado (26), Thyago Correia Barreto, que era Sócio Educador em Vilhena, foi sepultado em Humaitá, no Amazonas; Messias Pereira da Silva, que também era Sócio Educador e trabalhava em Cerejeiras, foi sepultado em Corumbiara. E o corpo de Antônio Carlos Procópio foi levado para Cabixi, onde foi sepultado.

O cortejo fúnebre contou com o reforço de viaturas da Secretaria de Estado da Segurança (SEJUS) que seguiram enfileiradas com as sirenes ligadas, no trajeto até o local do sepultamento. Em cada cidade, registrou-se a tristeza naqueles que viram filho da terra partir em busca de conquistas, e que agora o recebem de volta, de forma indesejável,  finalizado por uma tragédia.


COLEGAS LAMENTARAM
 
Antes do traslado às cidades de origem, os corpos ficaram cerca de uma hora na sede do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Sócio Educadores (SINGEPERON) para “o adeus” dos colegas – isso aconteceu logo após a liberação pelo Instituto Médico Legal (IML). Na ocasião, companheiros de trabalho e colegas se mostraram emocionados e lamentaram a perda.

“É muito triste, principalmente por saber que eles estavam num momento da vida em que buscavam um objetivo na área profissional, e agora morrem de forma tão trágica! Estamos muito tristes. Fica um vazio com a falta desses colegas que não vão estar mais no nosso meio”, lamentou o Sócio Educador Max Nobre.

 ÚLTIMA MENSAGEM

 Um vídeo postado no canal do SINGEPERON no YouTube mostra um momento de descontração entre os alunos do Curso de Formação de Agente Penitenciário que segue em Porto Velho. O Sócio Educador Messias Pereira da Silva aparece tocando violão e cantando a música “É Preciso Saber Viver”, de Roberto Carlos, com os colegas acompanhando ao fundo.

 O Presidente do SINGEPERON, Anderson Pereira, lamentou as mortes, considerando que os três rapazes “eram muito jovens e tinham uma vida toda pela frente“. “Essa tragédia causa abalo de grandes proporções à classe sócio educadora, bem como aos alunos do Curso de Formação que vinham convivendo com os colegas que agora, infelizmente, não poderão mais completar a academia de formação", completou Anderson.

O representante  ainda agradeceu ao apoio SEJUS, na pessoa do titular Marcos Rocha, pelo suporte.


COMENTE COM O FACEBOOK


Portalrondonia Comunicações Ltda. E-mail: redacao@portalrondonia.com