Artigos
COLUNA RETICÊNCIAS POLÍTICAS... - por Itamar Ferreira
22/08/2015|  Autor : Itamar Ferreira|   Fonte : Itamar Ferreira

Vereadora investigada por falsidade ideológica e contratos suspeitos propõe ao PMDB erradicar corrupção em Cacoal...


COLUNA RETICÊNCIAS POLÍTICAS...  -  por Itamar Ferreira

... em uma reunião do PMDB em Cacoal em 16/08/08/2015, com a presença de cardeais do partido como o senador Valdir Raupp e a deputada Marinha Raupp, a vereadora Maria Simões (PT) fez uma proposta radical que poderia, segundo ela, servir de exemplo para todo o Brasil: erradicar a corrupção na aprazível Capital do Café...

... como não poderia deixar de ser, a "pedra filosofal" para essa erradicação de toda e qualquer improbidade das terras cacoalenses seria a cassação do mandato do prefeito da cidade, alvo de uma verdadeira guerra da edil, que está longe de ser, santa. O sonho da vereadora é defenestrar o prefeito, se transformar numa heroína e ser candidata à prefeita em 2015, agora, pelo visto, pelas hostes Pmdbistas.

... entretanto, recentemente uma decisão da Justiça de Cacoal humilhou Maria Simões e outros nobres edis, ao dar um verdadeiro "puxão de orelha" nos desocupados vereadores que tinham instaurado uma comissão processante contra o prefeito, com base num simples ofício do Ministério Público informando que um determinado assunto seria investigado por aquele órgão...

... mas como reza o ditado popular, "casa de ´ferreira´, espeto de pau",  a vereadora está encalacrada até o pescoço em denúncias e suspeitas de irregularidades. No último dia 15 de maio a Polícia Civil comunicou à Câmara de Vereadores que Maria Simões, o marido e o irmão dela estavam  sendo investigados em inquérito policial para apurar denúncias de falsidade ideológica, por causa de uma suspeita firma familiar denominado "Nossa Clínica"...

 ... não seria uma boa contribuição da Câmara de Vereadores, para começar  a erradicar a corrupção em Cacoal, solicitar uma cópia do inquérito policial, verificar os documentos comprobatórios e instaurar uma comissão processante, se for o caso? Tão ou mais grave é a denuncia publicada no último dia 26 de junho pelo jornal A Gazeta de Rondônia, com chamada de capa intitulada: "Vereadora de Cacoal é investigada por falsidade ideológica"...

... em uma extensa reportagem que preencheu duas páginas do matutino, foi relatada uma escabrosa história de contratos entre a tal "Nossa Clínica", da família da Vereadora Maria Simões e a pequena prefeitura de Rondolândia-MT, com cerca de 3 mil habitantes, distante 170 Km de Cacoal. Através de cópias de editais publicados em diários oficiais A Gazeta de Rondônia desvendou contratos suspeitos na ordem de quase R$ 600 mil...

... a pequena clínica familiar, capacitada no máximo para simples atendimento ambulatorial, conseguiu contratos com a prefeitura de Rondolândia para realizar "execução de exames de media e alta complexidade e consultas especializadas para atender os pacientes de Rondolândia (Raio x, Colonoscopia, Tomografia, Ressonância, ultrassonografia de mama, próstata, transvaginal, de articulações, endoscopia digestiva)", serviços médicos que exigiriam a estrutura de um grande hospital...

... mas as ligações de Maria Simões com Rondolândia vão além, pois um notório aliado político da vereadora, José Adriano de Souza, conseguiu um outro estratégico contrato para "prestação de serviços técnicos de assessoria de imprensa, relações públicas, cerimonial e organização de eventos conforme especificações em edital"...

... não bastasse isso, o próprio irmão de Maria Simões, Clodoaldo Simões, foi nomeado no cargo, mais  estratégico ainda, de secretário municipal de  governo. Mas não se contentaram, foram mais além ainda, conseguindo posteriormente a nomeação deste irmão da vereadora como secretário municipal de saúde, pasta com contratos com a "Nossa Clínica"...

... quer erradicar a corrupção de Cacoal? Que tal começar pela própria Câmara de Vereadores, que além da encalacrada Maria Simões, tem outros edis denunciados na Operação Detalhe e, ainda, várias denúncias sobre negociações nadas republicanas nos meandros daquela Casa do Povo...

... quanto ao prefeito Padre Franco, alvo de uma insana perseguição por parte da vereadora Maria Simões, a pseudo paladina da moralidade, o delegado responsável pela Operação Detalhe disse categoricamente em entrevista coletiva à imprensa: “Não temo qualquer indicio da participação do Prefeito Franco nos crimes investigados”.


EDIÇÃO DO JORNAL A GAZETA DE RONDÔNIA QUE REVELOU OS CONTRATOS DE RONDOLÂNDIA-MT


COMENTE COM O FACEBOOK


Portalrondonia Comunicações Ltda. E-mail: redacao@portalrondonia.com