BR-364 será privatizada no trecho entre Porto Velho e Comodoro
10/06/2015|  Autor : AG. BRASIL|   Fonte : AG. BRASIL
962015-123922-2016.jpg
A nova etapa do Programa de Investimentos em Logística, lançada nesta terça-feira pelo Governo Federal prevê concessão de 16 trechos de rodovias e seis de ferrovias, somando R$ 152,5 bilhões nas áreas. Em 2015, o Governo pretende realizar cinco leilões de rodovias, e mais 11 em 2016. No próximo ano por exemplo, há previsão da concessão da BR-364, nos 806 km que ligam Comodoro (MT) a Porto Velho. O investimento estimado para esta obra é de R$ 6,3 bilhões, com o objetivo de integrar as regiões produtoras de grãos do Estado a Rondônia, onde está a Hidrovia Rio Madeira.

Dos R$ 66,1 bilhões em investimentos destinados à concessões de rodovias, R$ 19,6 bilhões terão como destino cinco leilões previstos para 2015, e R$ 31,2 bilhões para 11 leilões previstos para 2016. Também estão previstos R$ 15,3 bilhões para investimentos em concessões já existentes.

Em 2015, serão 2.603 quilômetros (km) de estradas em sete estados. As obras abrangem basicamente duplicação de pistas, construção de novas faixas e sinalizações. Compõem a malha rodoviária a ser concedida, um trecho de 460 km das BR-476, BR-153, BR-282 e BR-480, entre o Paraná e Santa Catarina. O valor estimado para esse trecho é R$ 4,5 bilhões, investimento que ajudará no escoamento da produçãod e grãos, aves e suínos pelos portos do Arco Sul.

Também serão concedidos 439 km da BR-364, entre Goiás e Minas Gerais. De acordo com o governo, o investimento estimado para esse trecho é R$ 3,1 bilhões para conectar a região produtora de grãos do sul de Goiás ao Triângulo Mineiro. Outro trecho a ser concedido abrange 704 km das BR-364 e BR-060, entre o Mato Grosso e Goiás. Serão investidos R$ 4,1 bilhões com o objetivo de escoar a produção do Centro-Oeste para os portos dos arcos Norte e Sul.

Outro trecho de rodovia a ser leiloado ainda em 2015, com o objetivo de facilitar o escoamento de grãos pelos portos do Arco Norte, é o da BR-163 entre Sinop (MT) e Itaituba (PA), onde está localizado o Porto de Miritituba. Serão 976 km de extensão a um valor estimado de R$ 6,6 bilhões em investimentos.

Em 2016 estão previstos leilões para um total der 4.371 km de estradas localizadas em dez estados. Serão R$ 31,2 bilhões em investimentos. Entre as rodovias a serem concedidas estão trechos das BR-101 e a BR-232,ligando Cruzeiro do Nordeste (PE) ao Arco Metropolitano do Recife, ao Porto de Suape e às divisas com a Paraíba e com Alagoas (564 km). Também para 2016 estão previstas concessões de 199 km da BR-101, na Bahia, entre Feira de Santana e Gandu (R$ 1,6 bilhões em investimentos); 305 km das BR-262 e BR-381, entre Belo Horizonte e a divisa com o Espirito Santo (R$ 1,9 bilhão); e 357 km das BR- 101, BR-493 e BR-465, entre São Paulo e Rio de Janeiro.

Em Santa Catarina serão concedidos 455 km de trecho das BR-470 e BR-282, ligando a região agroindustrial aos portos do Arco Sul; 307 km da BR-280, e 220 km da BR-101. No Rio Grande do Sul serão concedidos 581 km de trecho das BR-101, BR-116, BR-290 e BR-386, a um custo estimado de R$ 3,2 bilhões para duplicar a Rodovia da Produção até Carazinho, no Rio Grande do Sul, além de outros trechos. No Mato Grosso do Sul os leilões abrangerão a BR-267 com 249 km ligando Nova Alvorada do Sul a Presidente Epitácio, e a BR-262, com 327 km ligando Campo Grande a Três Lagoas (MG).

COMENTE COM O FACEBOOK


Portalrondonia Comunicações Ltda. E-mail: redacao@portalrondonia.com