Redação / Comercial : (69) 9214 6406 / 8406-2270
Publicidade


NOTÍCIAS
DIVIRTA-SE
SERVIÇOS
RONDÔNIA
PORTAIS
BLOGS
FERRAMENTAS

Notícias
A lista negra para matança de policiais

Data : 7/11/2009

   

Na Boca do Povo - Por Walmir Miranda
Por: WALMIR MIRANDA

Essa terrível notícia foi veiculada na última semana do mês de outubro em um dos mais importantes jornais da Capital rondoniense. Mais precisamente no dia 28 do mês passado. E como não poderia deixar de ser, passou a causar perplexidade, apreensão e medo em muita gente, principalmente no seio das famílias de policiais civis e militares. É que o impacto da notícia foi muito forte.

O fato teria vindo à tona mediante a prisão feita por Policiais Militares de um elemento (cujo nome estaria sendo mantido em sigilo), e em poder do qual teria sido encontrada uma suposta lista contendo diversos nomes de policiais que poderiam vir a ser assassinados, a partir de ordens de marginais de alta periculosidade recolhidos nas penitenciárias do Estado, principalmente, em Porto Velho. Por certo que, se esse plano terrorista viesse a se concretizar ocasionaria clamor social idêntico ao que ocorreu nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador recentemente. Naquelas cidades os atos terroristas praticados por marginais de alta periculosidade resultaram na morte de dezenas de policiais militares e civis, bombeiros, e de meliantes que enfrentaram as corporações de segurança em confrontos armados.
Naqueles três estados as ordens para matar os policiais partiram de dentro de presídios estaduais. Ordens estas que teriam sido dadas por chefes de quadrilhas do crime organizado, inconformados com os seus encarceramentos determinados pela Justiça.

“LISTA NEGRA” PARA MATANÇA DE POLICIAIS (?) - II

Aqui em Rondônia, segundo o que a polícia teria descoberto marginais que estão atrás das grades estariam dispostos a fazer retaliações contra integrantes das policiais Civil e Militar, numa espécie de repetição do que ocorreu nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador.

Segundo o que foi publicado, a “lista negra” teria sido elaborada “com o objetivo de impor medo aos homens e mulheres que trabalham na segurança pública rondoniense. Da lista constariam nomes de oficiais da PM e de chefes de setores de investigações da Polícia Civil”.

“LISTA NEGRA” PARA MATANÇA DE POLICIAIS (?) - III

Pelo sim, pelo não, as corporações de segurança estariam investigando a tal “lista” encontrada com o elemento detido por Policiais Militares.

Até porque, num passado não muito distante, quando de uma “revista geral” nas celas do “Urso Branco”, também teria sido encontrada uma “lista” contendo nomes de policiais que poderiam ser emboscados e mortos, inclusive, o diretor daquele presídio à época. Não é por demais lembrar que a penitenciária “Urso Branco” já foi palco de muitas rebeliões e chacinas das quais resultaram dezenas de vítimas fatais.
 

“LISTA NEGRA” PARA MATANÇA DE POLICIAIS (?) - IV

O fato é deveras preocupante. Se os assassinatos praticados pelos marginais do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador viessem a servir de “exemplo” para os presos de Justiça nos demais estados brasileiros, a sociedade como um todo, também, poderia ficar a mercê de uma total anomia (ausência de leis). Com isso, certamente, haveria o império do crime. O mal triunfando sobre o bem. Coisas absolutamente rejeitadas pela população brasileira.

Portanto, isso, jamais poderá vir a acontecer em Rondônia. Até porque, a população está abrigada dentro de um Contrato Social no qual todos são obrigados a respeitar às normas estabelecidas pela Constituição Federal do País. Nesse contrato, todos indistintamente, têm direitos e deveres a serem preservados.

Portanto, numa República democrática como é o Brasil, nem de longe se poderia imaginar a sociedade vivendo sob o império do crime. Muito menos com os marginais mandando e desmandando depois de tudo de errado que fizeram em suas vidas, e que muitos, mesmo de dentro das prisões continuam a fazer.

Portanto, ficamos torcendo para que essa história de “lista negra” contendo nomes de policiais Civis e Militares que estariam marcados para morrer seja apenas mais uma bravata de algum marginal mais açodado.

Porém, pelo sim, pelo não, como já mencionado, que a situação seja minuciosamente investigada, sobre modo, o elemento detido pela Polícia Militar, dias atrás, com essa suposta “lista macabra”.

E, se possível, que ao final das investigações, a imprensa também seja informada, para mediante o seu trabalho, tranquilizar a população.

CONFÚCIO MOURA

Considerado como sendo o nome mais “badalado” do PMDB, na atualidade, para disputar a sucessão do governador Ivo Cassol, em 2010, o prefeito municipal de Ariquemes, Confúcio Moura revelou que o seu partido terá mesmo candidatura própria ao governo do Estado.

E foi mais incisivo: “se o PT quiser compor conosco, que seja como vice, na chapa majoritária do PMDB”.
Confúcio que já foi deputado federal é uma das maiores expressões políticas da denominada “região da grande Ariquemes”. Há bastante tempo mantém conversações com setores diversos da sociedade rondoniense com o objetivo de concretizar sua indicação para disputar o cargo de governador pelo PMDB, cujo presidente estadual é o senador Valdir Raupp.

ODACIR SOARES

O experiente e competente advogado, político e empresário do setor de comunicação Odacir Soares é o novo “manda chuva” do PSL de Rondônia. Odacir que já foi prefeito de Porto Velho, deputado federal e senador da república, e atualmente exerce o cargo de Secretário-Chefe da Casa Civil do Governo vem fazendo um trabalho silencioso no PSL. Objetivo: unificar e tornar essa pequena sigla político-partidária forte e com reais possibilidades de sucesso nas eleições majoritárias de 2010. O PSL deverá ser um dos integrantes do “arco de apoios” que o governador Ivo Cassol está montando com vistas às eleições do próximo ano, quando disputará uma cadeira para o Senado Federal e espera fazer o seu sucessor.

PRÉ-CANDIDATO CHORÃO

O esperto pré-candidato chorão já se considera “aboletado” no PP de Ivo Cassol. Mas não tem jeito. Pode chorar à vontade que, mais uma vez levará “pé na bunda” nas urnas. Quem viver verá. É só uma questão de tempo. É o que se escuta em muitas partes da Capital. É como diz o adágio popular: “o céu e o inferno são aqui mesmo, pois o que aqui se dá aqui se recebe”.

TRÂNSITO ASSASSINO

O trânsito assassino de Porto Velho continua fazendo vítimas fatais e mutilando outras tantas. Motociclistas e ciclistas são as maiores vítimas. Sinalização precária, ausência de campanhas educativas permanentes, mais de 30.000 motos e mais de 150.000 bicicletas trafegando pelas vias públicas da Capital são os “ingredientes” perfeitos para “esse coquetel mortífero”. Triste realidade.

DELEGADO SANDRO LUIZ LANÇA O LIVRO: A SEGURANÇA É PÚBLICA?

Em evento cultural dos mais concorridos, nesta sexta-feira (06/11), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (Seccional de Rondônia), o Delegado de Polícia Civil e professor de Direito Penal do Curso de Direito da Uniron, Sandro Luiz Alves Moura, fez o lançamento de seu livro: A SEGURANÇA É PÚBLICA? – (Ilações politicamente incorretas).
O eclético agente da lei, que já se faz notabilizar pela seriedade com que vem cumprindo as missões que lhe são destinadas por seus superiores na Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC), e especialmente, como titular da Delegacia de Jogos e Diversões da Capital. Anteriormente, lançou o manual sobre segurança pública: A SEGURANÇA É PÚBLICA.

Essa obra vem repercutindo na sociedade rondoniense pela forma simples, correta e eficaz com que faz chegar ao cidadão comum “dicas” importantes de como se proteger (dentro do possível) contra a criminalidade, principalmente nas áreas urbanas, bem como, faz um chamamento à responsabilidade que todos os cidadãos de bem têm para com as corporações de segurança, mais precisamente no sentido de ajudá-las a localizar e prender marginais. Também, quanto ao que é necessário para que os órgãos de segurança (polícias) e a sociedade sejam parceiras, no combate a criminalidade em todas as suas esferas. Posto que, somente dessa forma poder-se-á diminuir os índices de criminalidade que aí estão. O manual vem sendo elogiado pelos mais diversos setores da sociedade, inclusive, pela Imprensa.

ASSASSINOS DE PIZZANO SÃO CONDENADOS PELA JUSTIÇA

Os marginais Érisson Gomes Silva e Rafael Pereira Araújo que assaltaram e assassinaram na noite do dia 03 de abril deste ano o delegado de polícia civil e, à época, Secretário-Adjunto da Segurança Pública de Rondônia foram condenados a 20 anos e 6 meses de prisão (cada um). A sentença foi dada pela Justiça nessa quinta-feira (05/11).
O terceiro marginal envolvido no execrável assassinato, Carlos Alvani Uchôa Almeida, foi condenado a três anos e meio de reclusão, por ter fornecido aos assaltantes assassinos Érisson e Rafael, o revólver utilizado para balear Cezar Pizzano. Uchôa foi condenado por posse e porte ilegal de arma de fogo.

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!
************************************************************

Autor : WALMIR MIRANDA   Fonte : WALMIR MIRANDA
COMENTÁRIOS ENVIADOS PELOS INTERNAUTAS

Portalrondonia Comunicação Ltda.
  E-mails : [email protected] / come[email protected]
Telefones redação : (69) 9214-6406 / 8406-2270 / 9955-9460