Precisa de uma nova formação para o seu novo “eu”? Vá em frente e seja feliz!

Dependendo da mudança, a formação acadêmica vai ser necessária – e aí entra estudo. Para a Master Coach, Bianca Caselato, existe a vontade mas falta a coragem de começar tudo de novo. Por isso é fundamental ter autoconhecimento e saber o que esta pessoa quer mesmo para a sua vida antes de fazer qualquer mudança:

Será que existe idade para mudar? É claro que não! Mesmo um profissional sólido na sua carreira, com anos de trabalho e uma carteira de clientes já formada pode se descobrir e mudar completamente. E pode ser aos trinta quarenta, cinquenta anos, não importa a idade: Nunca é tarde para descobrir que outra vida irá te deixar mais feliz!

E, é neste processo de mudança que vai surgir a necessidade do foco, da determinação e o poder de encarar uma vida do zero! Talvez o maior símbolo da mudança seja voltar a estudar.

“Se já sabe o que quer, o processo de coaching vai ajudar praticamente em tudo nesta transição, do começo ao fim. A pessoa entende que existe um motivo para aquela ação. Vai encontrar pessoas mais jovens e isso é maravilhoso. Gera uma convivência muito rica. Esta troca de experiências é válida tanto para os jovens quanto para os mais experientes”.

O que as pessoas vão pensar?

Bianca ressalta que o aproveitamento de uma faculdade, por exemplo será muito melhor quando se sabe exatamente o que se quer alcançar: Se este objetivo preenche a essência da pessoa fica mais fácil concluir a mudança.

“Será que você está realmente recomeçando? Toda a experiência de vida pode ser aplicada em um novo desafio. Fazer uma segunda faculdade é um motivo de admiração para muitas pessoas. Quantas pessoas possuem uma segunda ou até mesmo uma terceira formação? O contexto todo vai depender de como se percebe esta mudança. Uma vez com tudo definido, basta se jogar na nova direção e ser feliz alheio à opinião de terceiros” completa Bianca Caselato.

Claro que uma mudança radical vai despertar sentimentos extremos em todos os que estão ao redor desta pessoa. Vai ter gente que vai pensar que é uma loucura mudar tudo enquanto outros vão incentivar essa mudança. Críticas e elogios virão de todos os lados e se essas opiniões podem atrapalhar ou ajudar no processo. Vai depender muito do ponto de vista da pessoa que está mudando.

 

Bianca entende que existe a preocupação com a opinião de terceiros, de colegas de trabalho, de familiares e amigos.  Mas o processo de coach ajuda a olhar para o outro lado – e se houver este despertar, a pessoa muda, independente do que falarem:

%d blogueiros gostam disto:

Add URL